Meio Bit » Baú » Cultura » Uma Noite na Ópera com o Google Glass

Uma Noite na Ópera com o Google Glass

Enquanto em alguns lugares o Google Glass é gadget non grato, companhia de ópera italiana fará apresentação onde elenco e músicos usarão o óculos esperto

29/07/2014 às 14:01

google-glass

O Google Glass vem se tornando um empecilho para queles que vêm nele um gadget facilitador de pirataria. Salas de cinema em geral odeiam o acessório, o que já levou a casos onde pessoas são interrogadas, independente dele estar ligado ou não O pessoal da Comic-Con também não curte o Glass, e o baniu efetivamente dos painéis de cinema e séries. As regras que esse pessoal impõe não aliviam para ninguém: suas lentes são de grau? Azar, não vai poder usá-lo mesmo desligado.

Por outro lado alguns profissionais vêm no Google Glass uma excelente oportunidade de atrair um novo tipo de público. É o que uma companhia de ópera italiana está pretendendo fazer.

Vamos combinar uma coisa: nem todo mundo curte ópera. Mesmo eu, que gosto muito de música clássica às vezes não tenho paciência para sentar e ouvir uma obra completa. Os jovens de hoje então não se sentem tão compelidos apreciar uma apresentação do tipo, ou mesmo pegar um álbum e ouvir em casa. O que uma companhia de Cagliari, na região da Sardenha está propondo é atrair esse público através do inusitado, unindo o velho ao novo: nesta quarta-feira os membros da equipe, alguns músicos e até mesmo parte do elenco vão utilizar o Google Glass durante a encenação de Turandot, a última obra de Giacomo Puccini (1858-1924). É muito provável que você não conheça essa obra, mas ao menos esta ária você já ouviu:

A proposta é permitir que os técnicos, atores e músicos compartilhem o que vêm com o Google Glass através do site oficial da companhia e as redes sociais, permitindo que espectadores em qualquer lugar possam interagir com a apresentação. De acordo com o gerente do Teatro Lirico di Cagliari Mauro Meli, o Google Glass vai permitir que o espectador testemunhe pela primeira vez uma ópera do ponto de vista de quem está do outro lado, algo que ele descreve como a emoção de se ver na pele de um jogador de futebol, "vendo a bola vir em sua direção". Com isso o gadget pode "atrair pessoas que não costumam assistir a esse tipo de apresentações".

Bem, essa não é a primeira vez que isso ocorre: recentemente uma equipe de NY chamada OnSite Opera realizou uma apresentação da ópera Pigmaleão de Jean-Phillppe Rameau, onde o Google Glass também foi empregado. Porém é importante ver que cada vez mais artistas estão percebendo que o gadget pode ser empregado para diversas funções, como permitir a interação entre artistas e público e por tabela atrair mais gente a apreciar uma boa música.

Fonte: NYT.

Leia mais sobre: , , , , , .

relacionados


Comentários