Meio Bit » Baú » Ciência » Pousa Falcão… com o mar por detrás…

Pousa Falcão… com o mar por detrás…

Um pouquinho de Space Pr0n pra animar a sexta: um vídeo da SpaceX, mostrando o pouso controlado do primeiro estágio de um Falcon 9. Eu sei, foguetes não deveriam fazer isso…

25/07/2014 às 17:53

spacex

Funciona assim: se as viagens de avião usassem a lógica dos lançamentos espaciais um avião levaria 3 passageiros e seria jogado fora no final de cada viagem. Por isso colocar 1 kg em órbita custa mais de US$ 10 mil.

Um dos meios de diminuir esses custos é com naves reutilizáveis. Em teoria, pois na prática o Ônibus Espacial foi um fracasso. Cada lançamento custava US$ 450 milhões, ao final o tanque principal era jogado fora, os foguetes auxiliares caíam no mar e eram reconstruídos, a um custo astronômico e a nave em si levava meses sendo testada consertada e preparada para o próximo lançamento.

A SpaceX quer dar um jeito nisso, e está conseguindo. Primeiro testaram a viabilidade de colocar um foguete em pouso controlado, com o Grasshopper, que por si só já rendeu vídeos épicos. O próximo passo foi incluir trem de pouso no primeiro estágio do Falcon 9. Durante o primeiro teste o foguete entrou em rotação supersônica, jogando o combustível para a parede dos tanques e inviabilizando o religamento dos motores. Na segunda vez tudo deu certo menos o vídeo. Uma falha de cobertura fez com que decolassem correndo com um jato da SpaceX para tentar capturar o streaming da câmera de pouso, mas o sinal ficou comprometido.

Mesmo assim a SpaceX apelou pra inteligência coletiva das interwebs, e com ajuda de gente do mundo todo conseguiram um verdadeiro milagre forense, recuperando imagens de um vídeo completamente danificado.

Na terceira tentativa deu tudo certo. O foguete colocou em órbita seu satélite o primeiro estágio reentrou como planejado, religou o motor, fez uma descida controlada na água e tudo foi devidamente capturado em vídeo. Veja que máximo:

Falcon 9 First Stage Return | ORBCOMM Mission

Segundo o blog da SpaceX, os próximos passos serão melhorar a câmera, pra evitar a formação de gelo e sujeira, e testar o pouso em terra ou em uma plataforma flutuante. Infelizmente os dois próximos lançamentos serão de satélites em órbita geostacionária, o que consome muito combustível, provavelmente não vai sobrar pro primeiro estágio voltar em segurança. Por outro lado dará tempo de planejarem o pouso em detalhes.

A SpaceX espera que o Falcon 9 esteja pronto para decolar apenas horas depois de um pouso, basicamente reabastecendo, apertando os cabos do distribuidor, passando uma lixa no platinado e só. No futuro querem que o segundo estágio também seja reutilizável, o que baixará mais ainda os custos. Azar da concorrência, mas o nome é Corrida Espacial, não Caminha Solidária Rumo Ao Espaço.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários