Meio Bit » Arquivos » Hardware » Tim Cook: mercado corporativo pode alavancar vendas do iPad

Tim Cook: mercado corporativo pode alavancar vendas do iPad

Segundo Tim Cook, acordo com a IBM pode ser fundamental para aumentar as vendas do iPad, que estão em queda apesar do aumento geral do consumo de tablets

25/07/2014 às 11:00

tim-cook-ipad-air

O negócio é o seguinte: o iPad está perdendo tração mas não entendam mal, isso não quer dizer que o gadget está com os dias contados. O IDC aponta que as vendas de tablets no segundo trimestre de 2014 aumentaram 11% em comparação ao mesmo período de 2013, só que as vendas de iPad caíram 9%, com 13,3 milhões de unidades. Do total de vendas, apenas 26,9% dos tablets comercializados eram iPads.

O que acontece é que muito provavelmente o iPad já cobre todos os mercados que ele poderia (mordendo 76% do market share de usuários finais), ao passo que os dispositivos dos concorrentes vêm melhorando a passos largos. A Lenovo aumentou seu número de vendas de tablets em 64,7%, Tudo bem que não se comparam ao dispositivo da maçã, mas fatores como preço de venda, tamanho e outras particularidades acabam pesando a favor dos concorrentes.

Um desses fatores é a predileção de outros dispositivos pelo mercado corporativo. O CEO Tim Cook reconhece que no ambiente de trabalho, muitas pessoas ainda utilizam notebooks em preferência aos tablets. As razões são diversas: programas específicos, impossibilidade de uso móvel (quando não são desktops, muitas empresas trancam os notes), homologação de aplicações permitidas a serem rodadas em órgãos públicos... nesse aspecto, dispositivos Windows ainda são a primeira opção.

Só que o acordo com a IBM vem para mudar esse cenário de forma radical. A Apple não é tão presente nas empresas quanto gostaria, e não estou falando de agências de publicidade e estúdios de design, onde usar Windows é praticamente heresia (Linux? Quá quá quá!). Grandes corporações sempre utilizaram Windows pelo simples fato que muitos programas corporativos homologados só rodam no ambiente do Bill. A IBM passará a fornecer sua grande suíte de soluções corporativas para a plataforma Apple, dando foco ao iPad, apostando na portabilidade e plena capacidade dele substituir qualquer notebook que se preze, o que acabará por dar um boost nas vendas do tablet. Esse será um duro golpe na Microsoft, que durante décadas dominou o mercado empresarial.

Ou melhor, em partes: a estratégia atual de Redmond é estar presente em todas as plataformas possíveis e imagináveis, inclusive iPad. Mesmo que a quantidade de PCs nas grandes empresas, do CEO à produção se reduza drasticamente, o Office ainda estará presente nos gadgets da Apple. Cook ainda crê piamente que o mercado caminha para um cenário pós-PC onde o computador pessoal será massacrado pelos tablets, e com a entrada séria do iPad nas grandes corporações, o PC ficará cada vez restrito a entusiastas como gamers e profissionais que dependem de máquinas parrudas.

Claro, para esses a Apple tem o Mac Pro...

Fonte: r/c.

Leia mais sobre: , , , , , .

relacionados


Comentários