Meio Bit » Baú » Games » Desenvolvedor de games diz que Youtube não ajuda tanto nas vendas

Desenvolvedor de games diz que Youtube não ajuda tanto nas vendas

Presidente da Game Mechanics reclama das baixas vendas de jogos geradas a partir de vídeos no Youtube e pede que os donos dos canais ajudem as desenvolvedoras.

17/07/2014 às 8:30

youtube

Ultimamente tem sido muito comum vermos desenvolvedores e jogadores defendendo a ideia de que o Youtube é uma das formas mais fáceis e baratas para a divulgação de jogos. Canais que publicam vídeos de gameplay existem aos montes no serviço e com figuras como PewDiePie faturando milhões com esses vídeos, é fácil perceber que existe uma enorme audiência.

Porém, o presidente da Game Mechanics, John Ardussi, publicou um extenso artigo no site Gamasutra onde diz que essa exposição não é tão influente quanto muitos imaginam e para ilustrar sua opinião, citou por exemplo que se o vídeo de um jogo for visto 150 mil vezes, o site da desenvolvedora receberá apenas cerca de 300 visualizações e dessas, somente 10 serão convertidas em vendas.

Segundo Ardussi, existe uma enorme diferença entre ter o seu jogo sendo mostrado e comentado por aí e ver isso se transformando em vendas e se os números citados por ele estiverem mesmo corretos, trata-se de uma adesão de apenas 0,2%. No entanto, não há como ignorarmos outros fatores.

O primeiro deles é que sabemos se a mesma situação está sendo registradas por outras empresas e temos que levar em conta também a qualidade do jogo e as pessoas que estão publicando vídeos sobre eles, pois um caso muito emblemático neste sentido é o do Flappy Bird, que só se tornou popular oito meses após seu lançamento, justamente quando o PewDiePie mostrou o joguinho aos seus seguidores.

Talvez o executivo esteja apenas de mimimi, mas o que realmente me incomodou foi um trecho em que ele pede para que aqueles que fazem reviews de jogos pelo Youtube ajudem as produtoras, certificando-se de que os vídeos tragam todas as informações necessárias.

Na minha opinião, isso deveria mesmo acontecer, mas não para que as vendas de um jogo aumentem e sim para que o espectador tenha a maior quantidade possível de detalhes sobre o game em que ele esteja interessado, porque no fim das contas os donos dos canais não estão – ou pelo menos não deveriam estar - ali para servir aos interesses dos estúdios.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários