Meio Bit » Baú » Games » Chris Roberts segue relutando em levar o Star Citizen para os consoles

Chris Roberts segue relutando em levar o Star Citizen para os consoles

Chris Roberts volta a criticar o poderio dos consoles da nova geração e diz que o Star Citizen para PC nãos erá sacrificado para que jogo rode no PlayStation 4 e Xbox One.

16/07/2014 às 14:30

star-citizen

A incrível campanha de financiamento coletivo do Star Citizen continua aumentando num ritmo impressionante a quantidade de dinheiro arrecadado, tendo saltado de 18 para 48 milhões de dólares em menos de um ano e tal façanha se torna ainda mais impressionante se considerarmos que o simulador só será lançado para computadores.

Levar a produção para os consoles da nova geração provavelmente faria com que a quantidade de interessados aumentasse bastante, mas de acordo com um texto publicado por Chris Roberts, embora essa possibilidade não esteja totalmente descartada, só acontecerá se Sony e Microsoft permitirem que ele faça o jogo que quiser.

O Star Citizen é um jogo para PC. Ele nunca será sacrificado para poder rodar numa plataforma menor. Nós não limitaremos as opções de entradas e suporte a periféricos para um menor denominador comum. Nós não deixaremos recursos e tecnologias de lado apenas porque elas não rodarão em algumas configurações de hardware.

Classificando o PlayStation 4 e o Xbox One como “computadores medianos,” opinião parecida com a que já havia dado em 2012, o idealizador do projeto afirmou que não possui planos de levar o jogo para esses videogames, mas disse que poderia mudar de ideia, desde que as fabricantes permitissem que, por exemplo, os jogadores pudessem interagir com os de outras plataformas.

Eu entendo a posição de Roberts, especialmente em relação as amarras impostas pelas fabricantes, mas com todo o respeito que ele merece, sinceramente acho que o game designer está buscando desculpas para não lançar seu jogo fora do PC.

Oras, querer que sua criação roda sempre nas máquinas mais poderosas é sem dúvida o sonho de todo desenvolvedor, mas será que ele também está pensando em ignorar a maioria dos jogadores de PC, aqueles que não possuem máquinas topo de linha?

Até o Star Citizen chegar ao mercado, é lógico que a quantidade de computadores mais modernos será maior, mas será mesmo que a Cloud Imperium não poderia trabalhar numa versão mais modesta que pudesse rodar satisfatoriamente nos novos consoles?

Ok, sacrificar o desenvolvimento para PC para dar atenção aos videogames talvez não seja uma boa ideia, mas financeiramente falando, ignorar o grande número de pessoas que não possuem um super PC também não.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários