Meio Bit » Baú » Ciência » DARPA investe 37 milhões de dólares em equipamento para recuperação da memória

DARPA investe 37 milhões de dólares em equipamento para recuperação da memória

Duas equipes estão trabalhando em equipamentos que têm por objetivo restaurar a função da memória no cérebro e acabaram de receber um investimento de 37,5 milhões de dólares da DARPA.

14/07/2014 às 18:30

DARPA

Em uma época em que a expectativa de vida humana cresce dia a dia, problemas que afetam a memória em idades mais avançadas, como o Mal de Alzheimer e outros não tão graves, tornam-se um problema cada vez mais real e presente.

Duas equipes estão trabalhando em equipamentos que têm por objetivo restaurar a função da memória no cérebro e acabaram de receber um investimento de 37,5 milhões de dólares da DARPA.

As duas equipes vão trabalhar inicialmente com pessoas com epilepsia que receberam implantes para localizar a origem de suas convulsões. Os pesquisadores irão utilizar esses dados para monitorar outras atividades do cérebro, como o que acontece quando o cérebro armazena ou busca por memórias.

Uma das equipes irá tentar mapear esses padrões gravando a atividade cerebral de pacientes de epilepsia com problemas amenos de memória enquanto jogam um game onde devem lembrar de coisas. A diferença dos padrões entre os melhores e piores desempenhos será utilizada para desenvolver um algoritmo que permita um estímulo personalizado para manter o cérebro no melhor nível de desempenho.

A segunda equipe irá criar um pequeno equipamento para ser implantado no cérebro, que irá gravar e analisar a atividade elétrica em tempo real, também aplicando o estímulo. Uma parte específica do córtex entorrinal do cérebro, a área que alimenta o hipocampo com informações, será o alvo.

À princípio a técnica não apresenta efeitos colaterais, mas a equipe está tomando precauções para minimizar o efeito em outras áreas do cérebro, como aquelas que trabalham com menores níveis de estímulo.

Espera-se que o trabalho resulte no tratamento de diferentes tipos de perda de memória, incluindo a causada pelo Mal de Alzheimer. Não é possível, no entanto, tratar memórias que já foram perdidas, apenas melhorar a capacidade de formar e lembrar de novas.

O líder da primeira equipe, Michael Kahana, da Universidade da Pensilvânia, afirma: "temos que ajudar as pessoas com problema de memória antes que elas esqueçam os nomes dos próprios filhos".

Fonte: Wired UK

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários