Meio Bit » Baú » Fotografia » Futuro da Fotografia — iluminação via drone?

Futuro da Fotografia — iluminação via drone?

Que tal posicionar a iluminação de sua foto automaticamente com drones? Parece coisa de filme, mas pode estar mais perto do que imaginamos.

14/07/2014 às 13:15

O desenvolvimento tecnológico não cansa de me surpreender. A vida humana nos últimos 100 anos evoluiu absurdamente do ponto de vista tecnológico e, na fotografia, não poderia ser diferente. Tudo o que mudou nos últimos 20 anos já seria suficiente para explodir a nossa cabeça. Ao contrário do que alguns saudosistas possam afirmar, a fotografia digital trouxe possibilidades, facilidades e confortos que seriam impossíveis com o bom e velho filme fotográfico. Porém, ainda não acabou. Há muito o que se fazer e nem todas as grandes evoluções acontecem dentro de uma câmera fotográfica. Elas podem vir, simplesmente, do posicionamento da iluminação.

drones_iluminação

Quem já precisou fazer uma sessão fotográfica externa sabe como é trabalhoso ficar arrastando os tripés com a iluminação. O ideal é ter assistentes que façam isso enquanto você apenas orienta o posicionamento das luzes, mas quando se está começando esse é um luxo inexistente e, muitas vezes, você mesmo tem que cuidar de tudo. Como muitos esquemas de luz são construídos na tentativa e erro, então imagine a quantidade de trabalho que está envolvido na captura da imagem perfeita. Porém, se depender de um grupo de cientistas, esse pode ser um problema bem mais light no futuro. Pesquisadores do MIT e da Universidade de Cornell acreditam ser possível que o fotógrafo tenha a sua disposição um pequeno grupo de drones equipados com fontes de luz (flash) e que vão se posicionar automaticamente para proporcionar a luz ideal.

Teoricamente a coisa é até simples. Através de uma interface simples e intuitiva o fotógrafo vai escolher o tipo de iluminação que quer executar e os drones vão se posicionar automaticamente ao redor do assunto a ser fotografado. O fotógrafo indica a direção em que a luz deve incidir sobre o modelo e também a sua intensidade. Depois disso é possível ir fazendo pequenos ajustes no posicionamento do pequeno drone para se chegar ao efeito desejado. A unidade de controle do drone estará conectada à câmera e vai fornecer informações em tempo real do posicionamento do fotógrafo para que ajustes de distância e ângulo possam ser executados automaticamente.

A ideia é bacana e, para você que acha que tudo ainda está na teoria, a equipe responsável pelo desenvolvimento da tecnologia vai fazer uma apresentação prática no International Symposium on Computational Aesthetics in Graphics, Visualization, and Imaging no mês de agosto. Ou seja, talvez a coisa esteja operacional antes do que possamos imaginar. Parece coisa de ficção científica, mas não é.

Manohar Srikanth — Computational Rim Illumination with Aerial Robots

Fonte: MIT News.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários