Meio Bit » Baú » Hardware » ZTE Nubia Z7: um clone do LG G3 por um preço menor

ZTE Nubia Z7: um clone do LG G3 por um preço menor

ZTE apresenta o Nubia Z7, um smartphone com as mesmas especificações do LG G3 e que promete fazer o mesmo que ele por um preço menor

09/07/2014 às 11:00

zte-nubia-z7

O LG G3 é um senhor smartphone, seguramente o mais moderno disponível no mercado hoje. A fabricante coreana caprichou e dotou o dispositivo com os melhores recursos de hardware possíveis, como display QHD, câmera com estabilização de imagens e que filma em 4K e outras particularidades, entretanto como todo top de linha sua média de preço é um pouquinho alta: na Amazon a LG o comercializa por US$ 660, isso se você quiser o modelo branco.

Se você quiser um smartphone tão potente quanto mas por um preço menor, e não ligar para a marca uma opção é o Nubia Z7, que a chinesa ZTE anunciou em junho e chegou às lojas asiáticas nesta semana.

O hardware do Nubia Z7 é exatamente o mesmo do G3: SoC Snapdragon 801 da Qualcomm, quad-core Krait 400 com clock de 2,5 GHz e GPU Adreno 330, 3 GB de RAM, display IPS de 5,5 polegadas com resolução de 2.560 x 1.440 pixels (538 ppi), câmera de 13 megapixels com abertura f/2,0, Flash LED duplo, estabilizador de imagens, auto-foco e HDR (não foi informado se ela filma em 4K, mas não duvido), redes 4G/LTE, Bluetooth 4.0, GPS e NFC, bateria de 3.000 mAh e Android 4.4 KitKat. As diferenças ficam por conta da câmera frontal de 5 MP (contra 2,1 MP do G3) e a ausência de uma entrada para cartões Micro-SD, enquanto o top da LG suporta expansão de até 128 GB.

A ZTE pretende colocá-lo no mercado com um preço sugerido de US$ 550, não muito baixo mas levemente inferior. Ainda assim há pelo menos duas pegadinhas: a primeira, ainda não se sabe se ele será comercializado fora do mercado asiático; não que seja difícil importar um, mas dependendo das circunstâncias adquirir um G3 pode vir a ser mais fácil (e barato). A segunda, o aparelho é um pouquinho maior que o G3, principalmente porque o último conta com seus botões físicos na parte traseira, uma decisão de design que se tornou padrão da companhia em seus aparelhos de ponta.

Fonte: E.

relacionados


Comentários