Meio Bit » Baú » Fotografia » Sigma DP2 Quattro — experimente antes de comprar

Sigma DP2 Quattro — experimente antes de comprar

A Sigma tenta turbinar o marketing e vendas de sua linha DP Quattro oferecendo a oportunidade do consumidor ficar uma semana com o equipamento por uma semana antes de comprar.

02/07/2014 às 13:10

Uma das constantes na fotografia é que você se mantém fiel à marca de câmera com a qual você iniciou sua carreira. Muito complicado mudar no meio do caminho. Não tanto por conta da câmera em si, mas por conta de lentes, flash e outros acessórios específicos. Hoje muitos escolhem a primeira reflex tendo apenas o preço como grui (razão da quase hegemonia da Nikon em territórios tupiniquins) em vez de aspectos mais profundos. No meu caso foi simples, pois quando comprei minha primeira reflex com foco automático (no período Jurássico), eu optei por Canon por ser a única marca em que estava disponível um modelo mais avançado na loja. Ou seja, bem simples.

Por isso que vemos algumas ações malucas (de nosso ponto de vista) de alguns fabricantes que precisam se impor em um mercado que já é dominado por algumas gigantes. A Samsung se propôs a trocar sua DLSR antiga por uma nova câmera da linha NX e conseguiu chamar muita atenção da mídia especializada para seu equipamento. Agora é a vez da Sigma partir para o ataque. Desde que eles lançaram suas câmeras com a nova tecnologia de sensor Foveon, todo mundo achou o máximo a nova arquitetura do sensor, mas não encontrei ninguém que estava disposto a trocar seu conjunto de equipamentos por uma câmera da Sigma, ainda mais com os preços salgados cobrados por eles.

A coisa ficou um pouco mais ousada com o lançamento da linha DP Quattro. Estamos falando de uma câmera compacta com lente fixa e utilizando sensor Foveon APS-C. A linha Quattro é composta por 3 câmeras, que possuem lentes fixas com distância focal diferente. A DP 1 possui uma lente com ângulo de visão equivalente a uma 30 mm, enquanto a DP2 fica em 45 mm e a DP3 em 75 mm. Todas as lentes possuem abertura de diafragma máxima em f/2,8 e minima em f/16. É nesse ponto que começa o problema. Tirando o fato de ser um design diferente (esquisito) e uma nova tecnologia, temos câmeras com lentes fixas e usos bem específicos. Junto a isso, temos o valor de US$ 1.000,00 por cada modelo.

Para tentar contornar dúvidas e problemas que possam surgir, a Sigma está lançando a campanha “Try Before You Buy” para quem tiver interesse em comprar uma DP2. A ideia é disponibilizar alguns modelos (não foi anunciado quantos) para que o futuro comprador leve o equipamento para casa e possa brincar com ele por alguns dias até se decidir a comprar ou não. O que a Sigma está fazendo é acreditar que a qualidade da câmera vai ser o seu melhor marketing para convencer essas pessoas a investirem em uma nova marca de câmera. Para ter acesso ao programa, você precisa fazer o cadastro on-line e aguardar ser selecionado. O escolhido retira a câmera em uma loja determinada, fica com ela por uma semana, e depois deve devolver na mesma loja que retirou. Se gostou você faz a compra depois desta semana de teste. A Sigma ainda convida a todos a compartilharem as opiniões sobre o equipamento e mandar fotos para a galeria on line da promoção.

Ainda não sabemos a eficiência de uma promoção destas, mas seria uma possibilidade interessante poder testar um equipamento antes de comprar. Garanto que a decisão das pessoas seria bem diferente na hora de escolher um modelo.

sigma_dp_quattro

Fonte: Petapixel.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários