Meio Bit » Baú » Games » Jade Raymond crítica jogos para celular

Jade Raymond crítica jogos para celular

Jade Raymond admite que tem passado cada vez mais tempo jogando em celulares e tablets, mas critica essas criações por estarem reciclando ideias propostas há 40 anos.

01/07/2014 às 17:00

jade-raymond

Recentemente Jade Raymond esteve em uma conferência sobre games em Barcelona e um dos temas discutidos pela diretora da Ubisoft Toronto foi a maneira como boa parte dos estúdios estão criando jogos para celulares.

O mobile tem atraído mais pessoas para os games, mas não houve um boom criativo. O que passa como inovação no mobile são designs reciclados de jogos com 40 anos, com apostas do mundo real e dinheiro preso a eles.

A bela no entanto admitiu que atualmente tem passado mais tempo jogando em celulares e tablets do que em seus consoles, já que esses aparelhos estão muito adaptados à vida moderna e disse acreditar que esse tipo de jogos se tornará cada vez mais integrado às nossas formas de vida.

Para ela, essa falta de criatividade acaba sendo compensada pela possibilidade que os jogos para dispositivos móveis nos dá de continuarmos realizando outras tarefas enquanto jogamos em intervalos mais curtos, o que sinceramente não sei se é algo positivo.

Tudo bem, Jade Raymond tem um bom argumento, mas eu não consigo gostar de jogos sendo encarados desta maneira. Para mim, quanto mais imerso eu conseguir me sentir no mundo virtual proposto pelas desenvolvedoras, melhor e conseguir isso enquanto estou na fila do banco, sem botões físicos e com a jogatina sendo interrompida a todo momento por propagandas ou pedidos para que eu gaste dinheiro, não me parece a melhor maneira de oferecer imersão.

Além disso, falta de criatividade por falta de criatividade, esse é um problema que tem afetado toda a indústria, não só a de jogos para celulares e aí podemos incluir a própria Ubisoft e até uma das franquias que a senhorita Raymond ajudou a criar, a Assassin's Creed.

Fonte: PocketGamer.

Leia mais sobre: , , , , .

relacionados


Comentários