Meio Bit » Arquivos » Fotografia » Google Glass é banido dos cinemas no Reino Unido

Google Glass é banido dos cinemas no Reino Unido

Temendo o uso do gadget para a pirataria, Google Glass é banido de todas as salas de cinema do Reino Unido, independente se lentes são prescritas ou não

30/06/2014 às 15:00

google-glass

Bem, falando francamente era de se esperar que isso iria acontecer mais cedo ou mais tarde. Visto que toda nova tecnologia desperta medo e desconfiança dos detentores de direitos autorais, oficiais da lei e etc. Basta ver algumas envolvendo o Google Glass, como a polêmica abordagem que um casal de Ohio sofreu nas mãos do departamento de segurança dos Estados Unidos, sob a acusação de que o marido estava gravando o filme com o gadget, ou da mulher que foi multada por estar o utilizando ao volante.

A última vem do Reino Unido. Como o Glass finalmente se tornou disponível na última semana no Reino Unido, os cinemas locais mais do que rápido acionaram o controle de danos, proibindo a utilização do gadget em todas as salas do país, sem exceções.

A desculpa é a mesma de sempre: pirataria. De acordo com pesquisas recentes, cerca de 90% das cópias ilegais de filmes compartilhados na internet no momento do lançamento dos mesmos vem de gravações ilegais realizadas em cinemas. Entretanto o Glass não é próprio para realizar gravações de longa duração: ele pode realizar filmagens em 720p, mas a bateria só permite uma gravação contínua de 45 minutos, metade da duração de um longa-metragem padrão. Além disso a tela do gadget é iluminada durante uma gravação, permitindo identificar de longe quem estaria filmando e quem mantém o Glass desligado, já que muita gente o utiliza com armações tradicionais e lentes de grau, algo que o Google inclusive passou a oferecer e não obstante, fechou parcerias com marcas famosas como Ray-Ban e Oakley.

Entretanto os britânicos não querem saber: a partir de agora o Glass está veementemente banido de todas as salas de cinema do Reino Unido, não importando se você o acoplou a suas lentes prescritas ou não. Caso você esteja na terra da rainha, possua um óculos esperto e entre no cinema, será solicitado a retirá-lo, independente da exibição já ter começado ou não, segundo o Phil Clapp, executivo-chefe da Cinema Exhibitors' Association. A rede de cinemas Vue também alertará os espectadores a removerem o gadget tão logo as luzes se apaguem.

Aqui cabe dizer que não se trata apenas de paranoia; embora saibamos que a bateria do Glass não resista a duração de um filme, o fato é que preferencialmente nada, nenhum fragmento dos filmes deveria ser compartilhado, sejam 90 minutos, 45 minutos ou 30 segundos. E muito provavelmente o Reino Unido não será o único país onde empresas administradoras de cinemas tomem a exata mesma decisão.

Fonte: I.

relacionados


Comentários