Meio Bit » Baú » Games » Satoru Iwata permanece presidente da Nintendo por causa de Mario Kart 8

Satoru Iwata permanece presidente da Nintendo por causa de Mario Kart 8

Satoru Iwata é reeleito presidente, mas a melhor notícia para a Nintendo é que o exclusivo Mario Kart 8 conseguiu quebrar recordes mundiais e vender dois milhões de cópias físicas em menos de um mês.

28/06/2014 às 2:51

Laguna_Satoru_Iwata_Wii_U

Satoru Iwata, mais um ano sendo presidente da Nintendo (Crédito: Telegraph)

Não foi apenas na E3 2014 que a ausência de Satoru Iwata (cirurgia para retirar pedra na vesícula biliar?), atual presidente da Nintendo, foi sentida: ontem à tarde foi realizada a 74ª reunião anual com os acionistas e nela ocorreram as eleições para os diretores do conselho de administração, incluindo aquele que será o presidente da empresa por mais um ano.

A única mudança (cuidado, PDF) foi a eleição de Naoki Mizutani (não é o ator) para uma das dez cadeiras da diretoria da Nintendo. Todos os outros nove diretores foram reeleitos. Isso quer dizer que Genyo Takeda e Shigeru Miyamoto continuam como 2 dos 3 diretores representantes da Big ‘N’, enquanto Satoru Iwata continua como 3º e presidente da japonesa.

Por causa do terceiro ano fiscal consecutivo de prejuízo (de abril de 2013 a março de 2014 foram US$ 229 milhões em perdas) a reeleição de Iwata como presidente era dada como incerta: ano passado ele foi aprovado por 77,3% dos acionistas, sendo que no ano anterior (na 72ª reunião) o índice de aprovação era de 92,9%.

Com essa bela tendência de queda (o índice deste ano ainda não foi divulgado) na aprovação do atual presidente da Nintendo, o tio Laguna pode supor que Mario Kart 8 salvou o cargo do Iwata por mais um ano.

Laguna_Mario_Kart_8_Infographic

Uma (sub)franquia com mais de 100 milhões de jogos vendidos em 22 anos (Crédito: NintendoLife)

A Nintendo confirmou, durante essa mesma reunião anual com os acionistas, que Mario Kart 8 vendeu efetivamente mais de 2 milhões de cópias físicas em todo o mundo desde seu lançamento dia 30 de maio. Isso foi há menos de um mês, ou seja, ele se tornou o jogo exclusivo que vendeu mais rápido nesses quase 2 anos de Wii U. Vai salvar o console do fraco desempenho?

Provavelmente não.

A (sub)franquia Mario Kart por si só não é conhecida por vender novos consoles: o Polygon fez uma bela estimativa de que Mario Kart 8 seria o título menos vendido de todos baseado numa taxa média de adesão relativa de pouco mais de 20%. Seguindo tal teoria, o jogo deveria vender menos que 1,5 milhão de cópias supondo que a base instalada do Wii U no mundo é abaixo dos 7 milhões de aparelhos já vendidos, embora pelo menos esteja em situação melhor que o Xbox One.

Talvez esse novo Mario Kart alcance a maior adesão da (sub)franquia dentre todos os consoles Nintendo, mas é bom lembrar que o jogo menos vendido foi o Mario Kart: Super Circuit do GBA com 5,5 milhões de unidades e o de maior adesão foi o Mario Kart Wii com 35%. Quem compra um Wii U basicamente o faz para ter um “console secundário” e normalmente é fã da empresa pois somente ela vem abastecendo o console com bons jogos, mas nem todo mundo gosta do Mario e/ou dos Mario Kart.

O tio Laguna aguarda ansiosamente pelo Bayonetta 2, mas o jogo que realmente venderá Wii U é Super Smash Bros e somente a data de lançamento da versão 3DS foi confirmada para 3 de outubro próximo. Talvez devamos considerar a triste possibilidade de Super Smash Bros for Wii U só chegar em 2015. Aí a Microsoft vai poder ignorar a Nintendo com toda a razão.

Podia ser pior: os três últimos anos de perdas na Nintendo somados correspondem apenas a um ano dos prejuízos lá na Sony. 😉

relacionados


Comentários