Meio Bit » Baú » Hardware » FAA derruba os drones da Amazon do céu

FAA derruba os drones da Amazon do céu

FAA é categórica: drones não serão utilizados para fins comerciais, pondo planos de Jeff Bezos para a Amazon Prime Air na geladeira por tempo indeterminado

25/06/2014 às 13:30

amazon-prime-air-drone

Jeff Bezos bem que tentou, mas seus planos para um futuro onde drones poderiam ser utilizados para realizar entregas da Amazon de forma prática acabou encontrando uma parede bem alta: a Federal Aviation Administration dos Estados Unidos. Em um documento divulgado ontem, a agência reafirma a posição da lei de 2007, onde drones não podem ser utilizados para quaisquer fins comerciais.

O entendimento da FAA (PDF) é que qualquer veículo voador que não possua piloto, seja um drone ou um avião de radiocontrole de brinquedo não deve ser utilizado de forma comercial, seja como um serviço ou uma atividade que visa remuneração. Entretanto a decisão da agência enfrenta resistência de alguns setores: legalmente, apenas pilotos amadores e aqueles que possuem uma licença especial da FAA são autorizados a operar drones nos Estados Unidos, além do fato de que ela teria passado por cima da lei federal, ao decidir o uso de drones sem uma consulta pública. A agência prometeu revisar o uso comercial de drones ainda neste ano, e as novas regras estipuladas entrariam em vigor até o fim de 2015. Entretanto, a posição atual da agência dificilmente se alterará.

Até agora a única empresa que recebeu autorização da FAA para utilizar drones comercialmente em solo norte-americano é a BP. A Amazon quer de qualquer jeito utilizar seus drones para realizar suas entregas, e mesmo a divulgação do documento, que deixa bem claro que "entrega de pacotes a pessoas", não serão permitidas os desanimou. Paul Misener, VP de Políticas Públicas Globais da Amazon disse o seguinte, mostrando que ele não leu o documento, já que no rodapé a FAA esclarece que mesmo que a entrega não seja cobrada ou seja oferecida como parte da compra, configura uso comercial e está proibido:

Essa decisão não afeta nossos planos. (...) Isso é sobre hobbystas e aviões de radiocontrole, não sobre a Amazon.

O governo já derrubou diversas iniciativas de uso de drones nos Estados Unidos, sejam pessoais (como proibindo seu uso em parques nacionais para não incomodar a fauna e os turistas) ou por empresas e instituições, como um grupo de voluntários que pretendia utilizá-los como ferramentas em operações de resgate. E mesmo que a Amazon chie, a FAA não parece disposta a ceder.

Fonte: AT.

relacionados


Comentários