Meio Bit » Baú » Games » League of Legends agora é um esporte universitário, com direito a bolsa

League of Legends agora é um esporte universitário, com direito a bolsa

Você é bom em League of Legends? Que tal tentar uma bolsa de estudos na Robert Morris University, que está montando o 1º time de e-sports universitário?

20/06/2014 às 16:00

league-of-legends

Nos Estados Unidos, o esporte universitário é uma verdadeira indústria. É parte da cultura das famílias norte-americanas investirem em seus filhos desde pequenos para que eles pratiquem algum esporte, de modo que eles possam receber bolsas de estudo de universidades e passarem a dar retorno: um esportista de ponta ganha bolsa integral, e esse ciclo alimenta toda a indústria do esporte do país até as ligas profissionais e esportes individuais. Esse é o motivo do porque os Estados Unidos sempre lideram o quadro de medalhas nos Jogos Olímpicos.

Se por um lado basquete, futebol americano, baseball, atletismo, natação e outros são valorizados, o que dizer de uma universidade que está oferecendo bolsas de modo a montar um time de... League of Legends?

A bem da verdade isso não é algo tão estranho assim: no ano passado o governo dos Estados Unidos passou a reconhecer jogadores de e-sports profissionais como atletas, oferecendo vistos de esportistas em casos de disputas internacionais realizadas em solo americano. Para uma universidade perceber que este filão é algo extremamente lucrativo foi um pulo. A primeira é a Robert Morris University de Chicago, Illinois, que vai oferecer bolsas de estudo de até 50% para jogadores de ponta do blockbuster da Riot Games. Em resumo, jogadores de LoL serão tratados pela instituição de ensino da mesma forma que futuros astros da NFL.

Vale dizer que universidades já possuem times oficiais de e-sports, e o movimento da RMU é para ingressar na Collegiate Star League, que reúne times de 103 universidades, inclusive de Harvard. Entretanto esses atletas entraram nas universidades por outros méritos, sejam pela inteligência ou proficiência em outros esportes. Esta é a primeira vez que uma universidade vai oferecer bolsas a gamers, privilegiando suas habilidades em e-sports de forma a montar um time de ponta e extremamente competitivo. Além disso o campeão da Liga Universitária, que é organizado pela Riot leva para casa um financiamento estudantil no valor de US$ 100 mil, o suficiente para bancar uma boa universidade (lembrando, o ensino nos Estados Unidos não é gratuito e é bem caro).

É legal ver que as instituições estão cada vez mais abrindo os olhos para os e-sports, mesmo que motivados pelas altas cifras que League of Legends, Dota 2 e similares movimentam. Além disso, colocar jogadores de e-sports no mesmo patamar que os de basquete e futebol americano é algo que eu não imaginava que aconteceria tão cedo. Quem não deve ter gostado é o Ogre:

ogre-revenge-of-the-nerds

Fonte: VB.

relacionados


Comentários