Meio Bit » Arquivos » Hardware » Android e Windows Phone também contarão com "kill switch"

Android e Windows Phone também contarão com "kill switch"

Após comprovação que Bloqueio de Ativação do iOS reduz furtos de iPhones, Google e Microsoft cedem à pressão e vão inserir "kill switchs" em seus aparelhos

20/06/2014 às 13:30

samsung-kill-switch

Era inevitável. A Apple provou que o recurso Bloqueio de Ativação, voltado para evitar que um iGadget possa ser utilizado por outras pessoas após perda ou furto dos mesmos é uma camada a mais de segurança o suficiente para desestimular os ladrões: as polícias de Nova York, San Francisco e Londres tem relatado que o número de assaltos de iPhones vem caindo nos últimos tempos: no primeiro semestre houve uma redução de respectivamente 19%, 38% e 24% em comparação ao mesmo período do ano anterior.

Como isso é uma questão de segurança pública, as autoridades vêm pressionando fabricantes para que introduzam recursos de segurança de modo a transformar smartphones e tablets roubados em pesos de papel. A Apple saiu na frente, a Samsung a seguiu (no Galaxy S5, por exigência do governo sul-coreano) e agora, Google e Microsoft também vão introduzir "kill switchs" nativos no Android e Windows Phone.

Depois da divulgação dos dados da polícia norte-americana a respeito da redução dos roubos de iPhones, Google e Microsoft ficaram sem argumentos para não ceder à pressão do governo, e portanto concordaram em adicionar em breve recursos nativos para que dispositivos Android e Windows Phone possam ser permanentemente desativados caso um ladrão tente reutilizar o aparelho. O movimento organizado pelos advogados George Gascon de San Francisco e Eric Schneiderman do estado de Nova Iorque vem enfrentando cada vez menos resistência de operadoras e fabricantes, já que o Congresso é favorável à medida.

A única questão é que o governo prefere que a trava de ativação seja implementada em hardware e não software. Um bug no iOS 7 descoberto recentemente permite que um iPhone bloqueado possa ser reutilizado sem grandes problemas. Embora não se saiba como os fabricantes deveriam fazer isso, o desejo dos políticos e advogados é que eles desenvolvam um recurso que frite o aparelho, inutilizando-o completamente. O consenso é que a única e mais garantida forma de inutilizar um aparelho roubado é danificando-o fisicamente.

O Google anunciou ontem que o "kill switch" estará presente na próxima atualização do Android (ontem a versão 4.4.4 do KitKat começou a rolar via OTA em dispositivos Nexus); já o VP da Microsoft Fred Humphries disse hoje que a versão final do Windows Phone 8.1 também contará com o recurso.

Fonte: BBC.

relacionados


Comentários