Meio Bit » Baú » Hardware » Um drone que atira balas de borracha e spray de pimenta para controle de protestos

Um drone que atira balas de borracha e spray de pimenta para controle de protestos

O que pode dar errado? Uma empresa da África do Sul criou um drone que possui equipamentos de controle de multidão, como balas de borracha, spray de pimenta, câmeras com infra-vermelho e sistemas de som. Conheço alguns governos que adorariam ter uma horda de drones assim.

18/06/2014 às 14:33

drone_brazil670 - Copy

Taí uma notícia que vai fazer governadores e presidentes sorrirem de orelha a orelha. Uma empresa sul-africana chamada Desert Wolf criou um drone, ainda em fase de protótipo, que é capaz de algumas tarefas dignas do livro 1984 do Orwell.

Primeiramente, gostaria de deixar claro aqui que, em geral, eu sou à favor de protestos e manifestações populares que buscam alguma melhoria para a população.

À tempo, essa é minha opinião e pode não refletir a opinião do blog.

Sou à favor, principalmente se o protesto deixa bem claro quais são os pontos que devem ser corrigidos/mudados, de forma factível, com uma lista de possíveis mudanças e uma liderança aberta ao diálogo. E sem vandalismo. Sim, eu ainda acredito que seja possível, me chame de ingênuo se você quiser.

A verdade é que esse tipo de protesto acontece com pouca ou nenhuma frequência no Brasil. E quando acontece, a mídia ou as pessoas que são contra tentam deslegitimar o movimento de alguma forma, e o cidadão padrão compra a ideia. E perpetua-se o comodismo. Triste.

Mas voltando ao drone: trata-se de um equipamento com oito hélices e canhões capazes de atirar balas de borracha e bolas parecidas com as de paintball, mas com spray de pimenta.

skunkdrone.0_standard_640.0

Desert_Wolf_Skunk_400x300

Além disso, o produto pode tentar atordoar os manifestantes com luzes estroboscópicas, fotografar, gravar o áudio do local e enviar mensagens de som no intuito de dispersar a multidão.

Sim, algo na pegada "Atenção, voltem para suas casas e deixem a gente roubar em paz, senão vocês vão levar bala!".

O site Defence Web diz que o drone com o sistema completo, que inclui câmeras de alta definição, visão térmica e a estação de controle em terra devem custar algo em torno de US$ 46 mil. Os black bloc chora.

São necessárias duas pessoas para seu controle: um piloto, que vai controlar o drone no ar, e um atirador, que é responsável pelo disparo das armas e por fotografar/gravar as pessoas no chão.

E esses operadores podem ser monitorados em ação, por uma câmera e microfones, para garantir que eles não sejam muito agressivos. (AHAHAHAHAHAHAHA)

As primeiras unidades já foram vendidas e devem entrar em atividade em julho deste ano.

Menos no Colorado, evidentemente.

Fontes: Defence Web e The Verge.

Leia mais sobre: , , , , .

relacionados


Comentários