Meio Bit » Baú » Games » No Man’s Sky, mas pode chamar de Han Solo Simulator

No Man’s Sky, mas pode chamar de Han Solo Simulator

Fundador da Hello Games diz que No Man’s Sky funcionará como um Han Solo Simulator, onde teremos liberdade par explorar os confins do universo e criar nossas próprias histórias.

17/06/2014 às 17:00

no-mans-sky

Acho que não é exagero afirmar que um dos pontos altos da E3 deste ano foi o trailer do No Man’s Sky apresentado durante a conferência da Sony. Embora o jogo tivesse sido anunciado no último VGX e deixado uma ótima primeira impressão, foi na semana passada que pudemos ter uma noção melhor da sua grandiosidade e não foi raro vermos muitas pessoas empolgadas com o título.

Contudo, uma pergunta que tem rondado a cabeça de todos aqueles que se encantaram pelo jogo é sobre qual será nosso objetivo quando explorarmos o vasto universo criado proceduralmente no game e o fundador da Hello Games, Sean Murray, usou um famoso personagem da franquia Star Wars para tentar explicar.

O que queríamos era criar um jogo de ficção cientifica. Para mim, a ficção cientifica é sobre aventurar-se por um universo desconhecido. É pousar em um planeta e perceber que ninguém esteve ali antes. Esta é a ideia. Essa emoção que você terá ao explorar e meio que não há nenhuma outra maneira de criar isso, então a tecnologia [usada para criar o jogo] virá em segundo lugar.

Nós realmente não no empolgamos sobre a tecnologia e nem queremos mostrá-la. Não quero que as pessoas fiquem empolgadas com essa tecnologia – Quero que elas se empolguem com a emoção que terão com esta experiência Han Solo simulator, onde viverão suas fantasias.

Ainda de acordo com o game designer, caberá a cada um escolher o que fazer dentro do jogo, como por exemplo nos envolvermos numa batalha entre caças e um cargueiro, mas isso não será uma missão, já que todo o universo funcionará independentemente do que estivermos fazendo.

Ou seja, No Man’s Sky não será um jogo com um narrativa, será um sandbox onde criaremos nossas próprias missões, atacaremos pessoas aleatoriamente, teremos que viver com as consequências por nosso atos e enquanto coletamos itens para melhorarmos nossa nave, perceberemos que estamos criando nossas próprias histórias.

Eu confesso que ainda tenho um certo medo de que o estúdio não seja capaz de entregar tudo o que está prometendo, mas se eles realmente conseguirem, podemos estar diante de um dos jogos mais divertidos dos últimos tempos.

Fonte: GamesBeat.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários