Meio Bit » Baú » Fotografia » BREAKING NEWS: reconhecimento facial conseguiu prender um bandido

BREAKING NEWS: reconhecimento facial conseguiu prender um bandido

O futuro está chegando: ainda não é um Minority Report mas quebra o galho. Agora em Chicago pela primeira vez um sujeito foi identificado, preso e condenado baseado em um software de reconhecimento facial. Será o fim do crime? Será o fim da liberdade individual? Spoiler: não para todas as perguntas.

11/06/2014 às 23:53

simpsons_nsa_caught

Um dos maiores medos do pessoal que tem certeza de que viveremos um futuro orwelliano sem privacidade, e um dos maiores desejos de quem controla as ferramentas de vigilância é que elas sejam tão eficientes quanto alardeiam por aí. Feliz e infelizmente, não são.

A quantidade de informação é grande demais, monitorar pessoas específicas em sistemas específicos é viável, aquela coisa de FC Distópica onde o sujeito passa no metrô, a câmera identifica e avisa a polícia, não existe. Ainda. O que existem são sistemas bem mais convencionais, como o NeoFace, comprado pela Polícia de Chicago e implementado ano passado.

Desenvolvido pela NEC, o NeoFace tem vários usos, inclusive determinar gênero e idade de clientes em lojas. No caso do setup adquirido pela Polícia de Chicago, parte de um projeto de modernização de mais de US$ 5 milhões, ele está sendo usado para comparar imagens de suspeitos em vídeos de segurança com o banco de dados de elementos fichados.

Você sabe, igual nos filmes, quando colocam um álbum e a testemunha tenta escolher qual tem mais cara de bandido. O álbum em questão tem 4,5 milhões de fotos. Inviável comparar manualmente com uma imagem qualquer. Não que isso tenha rendido uma imensa quantidade de prisões. Essa tecnologia está longe de virar Minority Report. Na verdade UM sujeito foi preso e condenado com o uso do NeoFace, essa boa pessoa aqui.

dt.common.streams.StreamServer

Pierre D. Martin em 9/2/2013 roubou o celular de um passageiro no trem. Em 28 do mesmo mês roubou outro, ambos à mão armada. Os roubos foram capturados em vídeo de segurança, mas só em Lei e Ordem policiais saem na rua com uma foto perguntando “você viu esse sujeito?” se o crime foi um roubo de telefone.

Para azar de Pierre, estavam testando o NeoFace, e para mais azar ainda em 2006 ele foi reso por receptação de veículo roubado e em 2009 foi condenado a 3 anos por uso de arma de fogo. A capivara do sujeito era bem recheada.

Comparando as imagens capturadas do vídeo com o arquivo, chegaram ao nome. Daí foi reunir testemunhas, fazer reconhecimento naquela clássica sala com espelho de um lado só, montar o caso e levar a julgamento. Martin foi preso em julho de 2013. Acaba de ser condenado e pagará uma etapa de 22 anos. Foi o primeiro caso resolvido com o NeoFace.

Os chatos de sempre estão reclamando, basicamente querem que a polícia continue usando tecnologias de 200 anos, como fotografias e digitais. A alegação de que abusarão das novas tecnologias não faz sentido. TODA tecnologia sem controle será abusada. Houve um caso famoso onde uma máquina Xerox foi apresentada como detector de mentiras e um suspeito acabou confessando, diante da precisão da máquina.

Toda e qualquer tecnologia que proteja o cidadão pode e deve ser usada. Da mesma forma essa tecnologia deve ter seu uso constantemente fiscalizado, e abusos devem ser exemplarmente punidos.

Fonte: ST.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários