Meio Bit » Baú » Indústria » Legislação americana arcaica proíbe Audi… with lasers

Legislação americana arcaica proíbe Audi… with lasers

A Legislação nos EUA é esquisita. Por um lado abrem os braços para carros automáticos do Google. Por outro regras burocráticas impedem que a Audi venda um carro com faróis-laser, mesmo a gente sabendo que tudo fica melhor com lasers. Menos Alderaan.

06/06/2014 às 9:15

audi-r8-lmx-2

O nome dessa beleza — tá, o dela eu não sei, já o carro é um Audi R8 LMX, equipado com um V10 de 5,2 L; faz de 0 a 100 em 3,2 segundos e atinge velocidade máxima de 320 km/h. Tem performance de 7,75 km/L de combustível, que provavelmente é feito com lágrimas de bebês-panda, mas e daí?

A um custo de US$ 286.000,00 mais o preço da manopla de caranguejo na alavanca de mudança, você leva pra casa isso tudo e mais um sistema muito legal:

Faróis LASER. E tudo fica melhor com lasers, lasers são o bacon da tecnologia.

Faz tempo que os Audis já são equipados com faróis de LED, mas desta vez há um sistema suplementar excelente para estradas. Você tem o farol baixo, o farol alto e o farol PEW PEW PEW. Quando o carro ultrapassa 60 km/h e visibilidade à longa distância se torna mais importante, quatro lasers azuis são acionados em cada farol. Concentrados em um conversor de fósforo, se tornam luz branca e projetam um feixe colimado muito mais distante do que os faróis convencionais, sem espalhar luz para todo lado.

audi-R8-LMX-laser-headlight-01

Um sistema de câmeras detecta carros vindos na direção contrária e o feixe de luz é ajustado para evitar o ofuscamento do outro motorista.

Essa tecnologia vai ser demonstrada este mês, em Le Mans. Aqui um modesto vídeo da Audi chamado História da Luz:

Agora a parte inacreditável: você não poderá comprar esse carro nos EUA. Quer dizer, você você não pode comprar em lugar nenhum, nem eu, mas mesmo blogueiros endinheirados como o Mobilon não conseguiriam dirigir um em território americano. A culpa não é das estrelas, é dos lasers.

A legislação nos EUA determina que faróis de carros devem ter dois modos: o Farol Baixo e o Farol Alto. E nada mais.

Isso impede faróis adaptativos de outros fabricantes, faróis com iluminação variável E lasers auxiliares.

Ninguém é contra regulamentação. Se mesmo com regras razoáveis como “um carro não deve matar seus passageiros” a GM levou 10 anos e 13 mortes para fazer recall de um modelo, imagine se isso fosse deixado solto. Só que do outro lado a legislação que impede qualquer inovação não é uma boa legislação.

Por exemplo, Leis absurdas impedem a instalação de equipamentos que EXPLODAM o carro de quem pára em frente a escolas e buzina pra chamar filho.

Há toda uma coalização de fabricantes pedindo Leis mais amistosas à inovação tecnológica, mas não são muito bem-sucedidos. O grosso da legislação que regula a indústria automobilística nos EUA é dos Anos 60. Deveriam pedir umas dicas ao Google.

Fonte: AT.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários