Meio Bit » Baú » Games » AMD não gostou nada da estratégia da nVidia em Watch Dogs

AMD não gostou nada da estratégia da nVidia em Watch Dogs

Acordo da nVidia e Ubisoft para otimizar games do PC em suas placas irritou profissional da AMD, por causar "baixa performance deliberada" em seu hardware

27/05/2014 às 16:00

watch-dogs

Watch Dogs está chegando nesta terça-feira em diversas plataformas (menos Wii U, ainda sem data de lançamento) e como sempre acontece com grandes lançamentos multiplataforma, pipocam n comparações entre as versões caseiras e a performance no PC, que sem muita surpresa muitas vezes acaba por ser a melhor versão. Só que a recente parceria da Ubisoft com a nVidia, visando otimizar a performance de seus títulos em placas da fabricante teria desagradado a AMD, pois isso seria nocivo à todo o ecossistema dos games no PC.

Watch_Dogs é o mais recente game a se beneficiar do conjunto de ferramentas próprias para as placas nVidia chamado GameWorks, que utilizam as técnicas de anti-aliasing TXAA, a oclusão de ambiente HBAO+ e tesselação otimizada através do DirectX 11. O grande problema é que para aproveitar todo o potencial das placas GeForce o uso das ferramentas deve ser implantado durante o desenvolvimento. O grande problema é que a tecnologia é proprietária, o que levou a AMD a reclamar que diferente do que ela faz com a tecnologia Mantle de suas placas que é de código aberto, tal procedimento deprecia a performance do game em seu hardware.

Em entrevista, o técnico de comunicações, tecnologia e software da AMD Robert Hallock disse que a tecnologia GameWorks “representa uma ameaça aos gamers por depreciar deliberadamente a performance dos games nas placas da AMD (que representam 40% do mercado) frente ao hardware da nVidia. Ao participar do programa o desenvolvedor se exclui de receber sugestões da AMD que poderiam otimizar a performance trabalhando diretamente no código-fonte”.

Ainda que possa parecer um problema, a verdade é que a nVidia está injetando dinheiro nos desenvolvedores para que eles deem preferência ao seu hardware e não ao da AMD, que prefere trabalhar com código aberto. Lembrando, o mercado é um lugar cruel e concorrentes tentam puxar o tapete dos adversários todo o tempo. A reclamação da AMD por não ter acesso ao código do GameWorks para otimizar seu hardware soa como se o Google reclamasse por não poder ter acesso às entranhas do iOS para aprimorar o Android.

A meu ver é uma reclamação infundada. O que a AMD deveria fazer era adotar a mesma estratégia, injetar dinheiro nos estúdios para que eles também otimizem seus games para suas próprias placas. Agora reclamar porque a nVidia está tentando comer seu mercado prejudicando a performance dos games em seu hardware através de acordos comerciais não faz o menor sentido.

Fonte: Forbes.

Leia também:

relacionados


Comentários