Meio Bit » Arquivos » Indústria » Apple corta atualizações de apps que foram reembolsados

Apple corta atualizações de apps que foram reembolsados

Atualização da App Store impede atualizações e reinstalações de aplicativos que foram reembolsados, já que muita gente continuava a utilizá-los normalmente

26/05/2014 às 12:30

refund-app-ios-no-more-updates

Por algum motivo que até hoje não se sabia por quê, diferente do Google Play que devolve seu dinheiro após você comprar um app, testar e não gostar (e claro, perder o direito de utilizá-lo), o mesmo não ocorria no iOS. Estranhamente usuários que conseguiram reembolso conseguiam atualizar os apps e até mesmo reinstalá-los em caso de remoção, o que é um problema para os desenvolvedores.

Não mais: a última atualização da App Store acabou com a mamata.

A Apple sempre teve meios de fornecer reembolsos a usuários que adquiriram apps que apresentaram problemas ou que não faziam o que se propunham, embora não dispusesse de um controle apurado para impedir o usuário de continuar com o app. Com isso, muita gente agia na má-fé alegando n problemas apenas para pegar o dinheiro de volta e continuar com o app, o que prejudica o desenvolvedor. O Google faz diferente: o usuário tem 15 minutos para testar o app, se gostou bem, se não gostou é só desinstalar e ele é reembolsado. Passado o prazo não é mais possível exigir o dinheiro de volta, embora a lei brasileira dá o direito de devolução por até sete dias.

A última atualização da App Store resolve esse problema em partes. Uma vez que o app é reembolsado ele é dissociado da conta do usuário, não podendo mais ser reinstalado ou sequer atualizado. Claro, ainda não é a opção ideal que seria forçar a remoção do app, mas é um começo. Michael Simmons, desenvolvedor da Flexibits (criadora do app Fantastical) foi o primeiro a notar a nova regra.

Esse melhor gerenciamento acaba sendo mais justo para todos, pois sem dinheiro, sem direito a utilizar o app. Claro, nada impede que o usuário recompre a aplicação mas pelo menos agora os espertinhos não terão mais vez.

Fonte: CoM.

relacionados


Comentários