Meio Bit » Baú » Ciência » Rússia bane venda de motores de foguete para os EUA

Rússia bane venda de motores de foguete para os EUA

Elon Musk deve estar enchendo saco igual àquela motinha do desenho: “eu te disse! Eu te disse!”. Como ele disse, boa parte dos lançamentos espaciais dos EUA dependem de motores de foguetes russos, e agora Moscow baniu a venda desses motores para Washington. Thanks, Obama.

13/05/2014 às 13:07

R4

Nos últimos tempos o mundo está vivendo uma mini-guerra fria. Décadas de relações com a Rússia estão indo pro ralo. É uma pena. Durante a Crise dos Mísseis de Cuba, enquanto Magneto ficava de papagaiada na praia, submarinos russos estiveram a minutos de lançar torpedos nucleares nos porta-aviões americanos. De lá pra cá surgiu toda uma rede de cooperação e amizade, com missões espaciais, McDonald's em Moscow, solidariedade em 11/9 e em Beslan, e muito mais.

Agora, em busca de bicho-papão para culpar a situação de seu país, que economicamente vem abaixo do Brasil em termos de PIB, Putin reinventa uma disputa ocidente/oriente que não faz mais sentido. Pior, está apelando para políticas expansionistas, como a palhaçada que foi a invasão-fantasma da Ucrânia, quando centenas de tropas e blindados surgiram do nada, tornando os rebeldes separatistas da Criméia uma das maiores forças militares do mundo.

Como resultado a ONU mandou várias cartas bem ríspidas e a OTAN usou seu poderio para… impor sanções, bem sérias, como congelar contas de indivíduos e impedir que viagem para os EUA. A parte ruim é que entre os que sofreram sanções está Natalia Poklonskaya, Promotora-Chefe da Criméia, que anexou o coração da Internet:

1f6

Anexa eu, sua lhinda!

Do lado espacial a situação também não está boa: sobrou pro Brasil e tem gente preocupada com a situação dos astronautas na Estação Espacial. No meio disso alguém lembrou que os motores dos foguetes que a United Space Alliance usa para lançar satélites para o Governo dos EUA, são feitos na Rússia.

Elon Musk, que é o Tony Stark no horário do expediente, entrou na Justiça para embarreirar a compra desses motores, alegando que além dos lançamentos da ULA serem caríssimos, a dependência tecnológica para algo estratégico como lançamento de satélites militares era algo não-desejável. A Justiça comprou a idéia de Musk e embarreirou o uso dos motores russos RD-180.

Os gigantes da aviação que formam a ULA estavam preparando um contra-ataque fenomenal, com sua horda de advogados, mas agora não será mais preciso.

RD-180_e

Informa o Russia Today que Moscow baniu o uso (sendo realista, a venda) de motores RD-180 para os EUA. Isso significa que quando o estoque acabar, em dois anos, não haverá NADA para impulsionar os foguetes Atlas. Pior, o desenvolvimento de um motor desses come uns 5 anos.

Dmitry Rogozin, primeiro-ministro, czar da área de defesa e indústria espacial da Rússia disse que também vão fechar 11 Estações GPS em território russo, usadas para calibração dos satélites, aumentando a precisão das informações de geoposicionamento. Não é nenhum fim do mundo, mas causa incômodo.

Elon Musk deve ter tirado o dia pra celebrar. Provavelmente fechou as portas da SpaceX depois que o carregamento de champã e Bala 12 foi entregue, e falou “todo mundo pelado!”. O que é bem menos interessante do que parece, em engenharia. Agora a SpaceX e a Orbital Sciences são as únicas alternativas nacionais.

Mesmo que a crise se resolva em menos de dois anos, o mal já está feito. Globalização é legal mas de vez em quando morde a mão que a alimenta.

relacionados


Comentários