Meio Bit » Baú » Games » Americanos explodem a Dinamarca. No Minecraft

Americanos explodem a Dinamarca. No Minecraft

Esse é um daqueles casos onde somos obrigados a bater palmas para os magníficos bastardos envolvidos: a Dinamarca recriou o país inteiro no Minecraft mas esqueceu de se precaver contra espíritos de porco. Como resultado, desocupados espalharam carrinhos de dinamite pelo cenário todo, explodiram todas as cidades e encheram de tanques e bandeiras dos EUA.

07/05/2014 às 17:27

teamam5

Nota: antes de começar a ler abra uma aba e deixe este vídeo tocando como trilha sonora.

Uma das posições mais ingratas e mais essenciais em um projeto é o Espírito de Porco. Destruir sonhos alheios não é legal. Procurar intencionalmente falhas, demolir modelos aparentemente elegantes não soa como algo construtivo, mas é essencial. É preciso que isso seja feito in house, do contrário alguém na rua VAI achar as falhas e destruir seu projetinho.

Foi o que aconteceu com essa mui bem-intencionada iniciativa da Dinamarca, que conforme o Dori contou aqui, recriou o país inteiro no Minecraft, em escala 1:1. 43 mil km², com cidades, florestas e tudo mais. Faz sentido o país que deu origem ao Lego gostar desse jogo estranho com resolução de Atari, mas tudo bem.

No caso até houve a preocupação com idiotas querendo quebrar o brinquedo. Objetos como Dinamite foram desabilitados na versão minecraftiana da Dinamarca, mas fuçadores descobriram uma falha. O objeto Carrinho de Mina Com Dinamite ainda existia.

Exato. Um grupo de desocupados, supostamente norte-americanos, espalhou carrinhos de dinamite pelo país inteiro. Em uma ação coordenada explodiram todas as cidades, causando toneladas de danos. Adicionando insulto à injúria, espetaram bandeiras e tanques de guerra pelo cenário.

americaFY

Inicialmente o Governo da Dinamarca disse que não iria reparar os danos, depois se tocaram que alguém iria levantar a bola do motivo de gastarem dinheiro público em um Second Life pixelado. Então resolveram rebootar o país, e agora mudaram a versão dizendo que os danos foram mínimos.

Normalmente é errado a postura de culpar a vítima, mas em algo tão etéreo quando Minecraft onde não houve perda real de nada, exceto dignidade, me sinto livre para olhar a devastação e dizer “Parabéns, seus magníficos bastardos”.

Fonte: GS.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários