Meio Bit » Baú » Games » Microsoft ainda acredita na importância dos jogos exclusivos

Microsoft ainda acredita na importância dos jogos exclusivos

Phil Spencer afirma que jogos exclusivos terão um papel fundamental no Xbox One e promete algumas surpresa para a E3. A dúvida é, será que esses títulos permanecerão exclusivos por muito tempo?

01/05/2014 às 13:00

halo

Eu gosto muito do Xbox 360, sempre gostei, mas uma coisa que me incomoda no console é a maneira como ele foi perdendo exclusivos ao longo dos anos. Não que eles tenham deixado de existir, mas a maior parte daqueles títulos grandes, aqueles que considero serem o que desequilibram na hora de escolher um console, acabaram aparecendo em outras plataformas e por isso acho que o aparelho perdeu força, principalmente na reta final da geração.

Para tentar acabar, ou pelo menos minimizar essa imagem, o novo chefe da divisão Xbox, afirmou que uma das metas da empresa é continuar investindo em títulos que só darão as caras em seus videogames, veja só:

Os jogos exclusivos continuarão exercendo um papel fundamental para o Xbox na nova geração, assim como exerceram nas passadas. Esta E3 será importante para mostrarmos aos gamers nossos planos futuros em relação aos exclusivos e ao suporte das desenvolvedoras externas.

No momento, acho que temos uma forte linha de exclusivos em desenvolvimento, incluindo jogos como Sunset Overdrive, Project Spark, Quantum Break e Halo, além de alguns empolgantes títulos sobre os quais ouvirão na E3. Será fantástico na E3 poder compartilhar os jogos que chegarão exclusivamente ao Xbox One e a coisa só ficará melhor.

Eu realmente não duvido dessa intenção, ainda mais agora com Phil Spencer no comando da divisão, mas continuo um pouco receoso em relação a duração dessas exclusividades. Será que estes jogos não aparecerão em outros lugares, mesmo que seja no PC, apenas alguns meses depois de darem as caras no novo videogame?

Podem me chamar de ultrapassado, mas para mim, o que pesa na hora de escolher um console são os jogos disponíveis para ele e por pensar assim, acho que os exclusivos possuem uma importância imensa para um videogame.

Fonte: Fortune.

relacionados


Comentários