Meio Bit » Arquivos » Indústria » Ao contrário de Tony Stark Elon Musk quer muito uma fatia do bolo do Pentágono

Ao contrário de Tony Stark Elon Musk quer muito uma fatia do bolo do Pentágono

Elon Musk tem uma nave espacial, mas agora nosso Tony Stark vai enfrentar um Hulk. Vai entrar com uma ação na Justiça contestando o monopólio da Boeing e da Lockheed Martin em lançamentos para o Departamento de Defesa dos EUA. É briga de cachorro grande, envolvendo bilhões de dólares. Quem vencerá?

26/04/2014 às 14:56

vlcsnap-00003

No mundo ficcional dos quadrinhos Tony Stark pode se dar ao luxo de abolir a principal fonte de renda de sua empresa. Na vida real as Indústrias Stark jamais sobreviveriam à perda de seu maior cliente, e que belo cliente é o Governo dos EUA. Mesmo não estando mais no tempo das vacas gordas da Guerra Fria, mesmo o dia-a-dia do mundo pacífico de hoje já dá pra botar comida na mesa da Boeing, Lockheed Martin, Colt, Raytheon e muitas outras.

Uma das empresas que fatura muito bem com isso é a United Launch Alliance, um consórcio entre a Boeing e a Lockheed Martin. A expertise, o know-how e a tecnologia das duas é inegável, e são responsáveis pela maior parte dos lançamentos do Governo dos EUA, inclusive da NASA.

Isso significa US$ 3,5 bilhões para os bolsos da empresa todo ano. Não seria problema se não tivessem se tornado um monopólio, com custos astronômicos (sorry) que ninguém questiona, pela falta de alternativas e de disposição. Mal ou bem é uma empresa americana, segurança nacional, etc.

Nessa brincadeira os lançamentos custam 400% mais caro do que com a SpaceX. E Elon Musk quer mudar isso.

Ele vai lançar segunda-feira uma campanha, no site www.freedomtolaunch.com com a qual tentará gerar atenção para o fato do Governo dos EUA estar lançando dinheiro pro espaço, sem nenhuma justificativa além de “é assim porque é assim”. Em termos de confiabilidade a SpaceX é excelente, e a grande justificativa, Segurança Nacional, não se sustenta.

O principal foguete da United Launch Alliance utiliza motores feitos na Rússia, e os estoques estão acabando. A SpaceX não tem essa dependência.

spacex-normandy-640x353

um dia…

Elon Musk diz que se a SpaceX é boa o bastante para a NASA, é boa o bastante para o Departamento de Defesa, e não faz sentido gastar tanto em tarefas triviais como colocar no ar satélites de GPS.

A briga é feia e envolve peixes muito, muito grandes. Só a Boeing tem receita de 86 bilhões de dólares. A SpaceX leva 40 lançamentos para faturar 4 bilhões, a empresa inteira é avaliada em US$ 5 bi e agora Elon Musk está passando o chapéu pedindo mais US$ 400 milhões de investidores. Correm o risco de ser esmagados pela ULA.

Musk conta com a imagem pública excelente da SpaceX, com a prevenção natural contra o complexo industrial-militar e com a polarização do Governo dos EUA, onde o Governo está cada vez mais na mira da oposição. A grande ironia é que os democratas no poder mantém funcionando a máquina industrial de Defesa criada essencialmente pelos republicanos.

Esses por sua vez farão oposição diante dos gastos exagerados do Governo, mas como justificar isso para o lobby industrial?

Imagino que soltem um calaboca qualquer um bilhãozinho que seja pro Musk parar de reclamar. Não é o que ele está pedindo, mas é o que ele quer. Para nós, de fora, será excelente. Mais dinheiro pra SpaceX projetar brinquedos novos e tocar adiante seu projeto de Viajar para Marte.

Fonte: VB.

relacionados


Comentários