Meio Bit » Baú » Games » Epic fala sobre jogos para a Unreal Engine 4 e o futuro da indústria

Epic fala sobre jogos para a Unreal Engine 4 e o futuro da indústria

Fundador da Epic Games revela que empresa está trabalhando em jogo que levará os gráficos da oitava geração a um novo nível, mas afirma que a quantidade de grandes produções é cerca de um terço menor do que o visto na geração passada.

25/04/2014 às 8:30

fortnite

Ao contrário do que aconteceu no início da geração passada, a Epic Games tem andado muito quieta, com sua Unreal Engine 4 evoluindo timidamente e sem causar todo o estardalhaço que vimos com a chegada do Xbox 360.

Isso significaria então que a editora perdeu a força conquistada nos últimos anos? Ainda é cedo para dizer que sim, até porque eles possuem dois jogos em produção, o Fortnite e o Couch Knights, sendo que este último terá como foco os dispositivos de realidade virtual e segundo Tim Sweeney, há ainda um terceiro título não anunciado que “levará os gráficos da nova geração a outro nível, como a Epic sempre faz.

Além disso, o fundador da empresa afirmou que existe um grande número de jogos sendo feitos com a UE4, muitos deles ainda não revelados e muita coisa de grande porte ainda deverá dar caras, mas foi justamente sobre esses arrasa-quarteirões o que mais me chamou a atenção:

A indústria está mudando,” afirmou Sweeney. “Essa geração parece ter um terço da quantidade de títulos AAA em desenvolvimento em relação a geração passada – e cada um deles possui três vezes o orçamento da geração passada. Acho que estamos indo em direção a um futuro onde os jogos de grande porte serão a minoria.

Tal opinião confirma uma declaração dada nos últimos dias por Lorne Lanning, fundador da Oddworld Inhabitants, que disse que os profissionais que trabalham com grandes produções estão desistindo delas e se pensarmos bem, a estratégia da própria Epic de licenciar a Unreal Engine 4 através de uma pequena mensalidade mostra esta tendência.

O bom em toda essa história é que, se por um lado poderemos ter acesso a uma menor quantidade de jogos milionários, por outro, os títulos criados por duas ou três pessoas poderão se tornar visualmente cada vez mais bonitos, graças a esse acesso mais facilitado a engines tão poderosas.

Fonte: Edge.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários