Meio Bit » Baú » Games » SoulCalibur: Lost Swords - o game que ninguém consegue jogar

SoulCalibur: Lost Swords - o game que ninguém consegue jogar

Problema nos servidores da Bandai Namco tornam SoulCalibur: Lost Swords injogável, game de luta single player para PS3 exige conexão constante.

24/04/2014 às 16:00

soulcalibur-lost-swords

A Bandai Namco games está investindo pesado em games free-to-play que buscam outras formas de monetização além de vender o jogo completo ou o DLC. O caso de Tekken Revolution, que vende créditos para os que não querem esperar minutos (ou horas) pelo respawn das fichas se mostrou um sucesso, e logo o estúdio anunciou que tentaria replicá-lo com outros games novos e franquias consagradas, como a nova IP recém-anunciada Rise of Incarnates, no futuro lançamento Ace Combat Infinity e em SoulCalibur: Lost Swords, que chegou ao ocidente nesta terça-feira.

No caso deste último nem tudo são flores: há alguns meses eu testei a versão japonesa e como era de se esperar, ele exige conexão constante com os servidores da Bandai Namco para que você possa jogar. Dada a distância entre Brasil e Japão era de se esperar que a jogatina não fosse muito estável, mas ainda assim conseguia jogar. A versão ocidental está um pouco pior: ao iniciar o game ele acusa um erro de conexão, e manda o jogador de volta à tela-título (qualquer semelhança com SimCity não é mera coincidência). Desde o lançamento até ontem eu tentei inúmeras vezes conectar, sem obter sucesso.

Eu pensei que o fato de estar no Brasil fosse o problema, mas a verdade é que todo mundo está reclamando do erro 1098, que segundo informes da Bandai Namco seriam referentes à problemas nos servidores, possivelmente sobrecarga. O pior é que SoulCalibur: Lost Swords é um jogo single player, em que você cria um personagem e cumpre missões de modo a evoluir suas características; a única experiência multiplayer é a possibilidade de disponibilizar seu personagem na rede, para que outros jogadores possam utilizá-los como aliados. Por conta disso ele não deveria exigir conexão todo o tempo, e essa instabilidade tornou o game injogável.

A Bandai Namco diz estar "trabalhando arduamente" para resolver esse problema, embora o tal bug com os servidores "tenha atrasado o lançamento do game", o que dá a entender que o estúdio ignorou os bugs e lançou o game mesmo assim, sabendo que o backlash seria imenso. É realmente uma pena, o jogo tinha tudo para ser interessante mas devido a inabilidade da empresa em lidar com um bug já conhecido a experiência foi prejudicada, sem falar na imagem da empresa como um todo.

Fonte: Joystiq.

relacionados


Comentários