Meio Bit » Arquivos » Hardware » Primeiro smartphone da Lenovo e Motorola pode aparecer em breve

Primeiro smartphone da Lenovo e Motorola pode aparecer em breve

Lenovo pode apresentar primeiros smartphones feitos em conjunto com a Motorola até o final do ano, embora compra da empresa ainda não tenha sido concluída

23/04/2014 às 12:00

motorola-lenovo

Quando a Motorola foi comprada pelo Google, teve suas partes mais suculentas sugadas e o bagaço foi revendido à Lenovo, muita gente se perguntou se não seria o fim da empresa como a conhecemos. Em parte isso é verdade, ela ganhou muita visibilidade ao se unir com Mountain View e se afastou da péssima imagem de outrora, a de uma empresa que se lixava para o pós-venda. Apesar disso a Lenovo prometeu que nada relativo às operações da Motorola mudariam, e que logo os frutos dessa união começarão a surgir.

E parece que esse dia se aproxima. De acordo com uma postagem da conta da China Mobile Alliance na rede social Weibo aponta que o primeiro smartphone produzido em conjunto pelas duas empresas poderá ser revelado durante o outono do hemisfério norte, entre setembro e dezembro. De acordo com a fonte, o gerente geral da divisão de negócios da empresa disse nua entrevista que num primeiro momento a Lenovo vai lançar um aparelho 4G próprio em junho, como forma de preparar o terreno para os primeiros smartphones produzidos juntos com a Motorola, que podem ser revelados entre outubro e novembro. Entretanto não foram dadas maiores informações: nem datas de anúncio, lançamento ou preços.

Entretanto há um problema dos grandes nessa história: a compra da Motorola pela Lenovo ainda não foi concluída. A negociação não passou por nenhum dos inúmeros processos reguladores da justiça para que a aquisição seja regulamentada e esse processo todo costuma demorar bastante, vide o caso Microsoft/Nokia. Isso leva a duas hipóteses: ambas empresas começaram a trabalhar nos aparelhos tão logo a compra foi anunciada em janeiro ou o Google não dificultou a negociação entre ambas, tendo permitido que elas trabalhassem juntas antes mesmo de fecharem o acordo de compra. Mesmo que a Motorola tenha um bom know-how (esperamos que sim, absorver o conhecimento da divisão ATAP é o mínimo), produzir um novo aparelho consome um bom tempo.

A Motorola, assim como a Lenovo não está parada olhando para o céu. Já existem rumores de que novos aparelhos irão aparecer no mercado em breve como o suposto Moto E, um smartphone de entrada para mercados emergentes além de claro, o smartwatch Moto 360.

Fonte: Weibo (em chinês) via PA.

relacionados


Comentários