Meio Bit » Arquivos » Games » DLC para o State of Decay nos colocará na pele de militares

DLC para o State of Decay nos colocará na pele de militares

Undead Studios revela nova expansão para o State of Decay e ao contrário do que vimos no DLC anterior, o Lifeline será focado no enredo, nos colocando no comando de um grupo militar.

23/04/2014 às 13:00

state-of-decay

Se você gostou do State of Decay e não via a hora do “simulador” de apocalipse zumbi ganhar uma nova expansão, pode comemorar, pois isso deverá acontecer em junho com o DLC chamado Lifeline.

Ao contrário do que aconteceu no conteúdo adicional anterior, este será focado na história, nos colocando no comando de um membro da Greyhound One, um pequeno grupo de militares que terão como missão evacuar algumas pessoas que se viram presas em uma região infestada de mortos-vivos, especialmente alguns cientistas, que poderão encontrar a cura para o vírus que assola o lugar.

De acordo com Jeff Strain, um dos fundadores da Undead Studios, o objetivo é fazer com que o DLC seja vendido pelo mesmo preço do Breakdown, o que significa US$ 6,99 no Xbox 360, ou R$ 12,99 no Steam. Além disso, o estúdio ainda não desistiu da ideia de adicionar multiplayer à franquia, mas infelizmente isso só deverá acontecer nos próximos capítulos.

Mas voltando a o que teremos no Lifeline, a promessa é de que a expansão foque nos efeitos psicológicos que uma situação como esta teria nas pessoas e dessa vez nós já começaremos com uma boa quantidade de armas e provisões, que evidentemente diminuirá com o passar do tempo, então é melhor não esperar por uma vida fácil.

Além de termos que resgatar os civis, o DLC continuará nos colocando no gerenciamento dos abrigos, inclusive nos obrigando a cuidar da higiene do local, tudo para mantermos a saúde e a moral dos sobreviventes. Por isso, sair a procura de suprimentos será essencial, mas evidentemente haverá um risco em deixar a segurança de nossa base.

Embora eu não tenha jogado muito do State of Decay, gostei muito do que vi e mesmo reconhecendo alguns erros que ele possui, fiquei fascinado pela maneira como os criadores conseguiram entregar uma experiência próxima da que temos em MMOs, mesmo sendo um jogo offline e principalmente, como eles conseguiram passar a tensão de estarmos em um mundo infestado por zumbis.

Talvez no futuro as sequências mostres que aquele era apenas o primeiro passo para algo muito maior e mais complexos, mas da maneira como ele está, já o State of Decay considero uma ótima diversão e esse Lifeline promete torná-lo ainda mais interessante.

Fonte: CVG.

Leia mais sobre: , , , , .

relacionados


Comentários