Meio Bit » Baú » Indústria » Mesmo fazendo cortes e demissões, Nike nega que o FuelBand seria totalmente descontinuado

Mesmo fazendo cortes e demissões, Nike nega que o FuelBand seria totalmente descontinuado

Funcionários da Nike ligados ao desenvolvimento do FuelBand teriam sido demitidos, mas empresa nega rumores sobre fim da pulseira inteligente. Um desses rumores poderia beneficiar um futuro e suposto smartwatch da Apple.

21/04/2014 às 0:51

Laguna_Nike_Fuelband_1156

Nike+ FuelBand SE, uma pulseira bem inteligente (Crédito: ALT1040)

Sexta-feira, dia 18, uma fonte ligada ao CNet teria dito que um anúncio feito pelo porta-voz da Nike se referia a uma grande demissão na equipe que desenvolveu o FuelBand. Seriam 80% dos funcionários, o que representaria o fim do desenvolvimento do hardware pioneiro na área dos atuais smartwatches.

Se fosse verdade, a morte do FuelBand viria num momento onde o mercado de wearables não só ainda está esquentando — com produtos já anunciados e/ou lançados pela Samsung (Galaxy Gear 2), LG (Lifeband Touch), Motorola (Moto 360), Pebble e muitos outros — como também a atividade física/esportiva monitorada e rastreada pelos smartphones está se tornando cada vez mais popular (pelo menos lá na civilização).

Apesar de a Nike confirmar um “pequeno número” de demissões em sua divisão de hardware digital, a empresa de artigos desportivos preferiu desmentir qualquer descontinuidade da pulseira inteligente FuelBand.

A Nike+ FuelBand SE continuará sendo importante parte do nosso negócio. Continuaremos melhorando o app Nike+ FuelBand, lançando novas cores METALUXE e vendendo/oferecendo suporte à Nike+ FuelBand.” — parte do e-mail enviado ao James Temple, do Re/code.

Embora não pareça clara tal entrelinha na mensagem, ela dá margem para a possibilidade de que a gigante de vestuário desportivo de Portland não mais desenvolva novas pulseiras inteligentes FuelBand no futuro. Uma fonte ligada ao Re/code diz que a Nike estaria indecisa entre se livrar do atual estoque de pulseiras FuelBand ou continuar a enfrentar a competição no ramo dos smartwatches.

Bom lembrar que a linha Nike+ FuelBand até o momento só possui apps exclusivos para o iOS e Tim Cook, CEO da Apple, faz parte do conselho de administração da Nike. Essa coincidência toda inclusive até levantou rumores de que um smartwatch da Apple (iWatch ou iBand) estaria a caminho e com o apoio técnico da Nike. Seria mesmo possível?

Caso positivo, o tio Laguna espera que o tal smartwatch da Maçã não fique na gaveta.

relacionados


Comentários