Meio Bit » Baú » Internet » Chinês vai a julgamento por espalhar boatos online y otras cositas

Chinês vai a julgamento por espalhar boatos online y otras cositas

Essa semana uma retardada de 14 anos mandou uma ameaça de bomba pra uma empresa aérea “só de zuera”. Foi presa. O problema é que a mesma Lei que enquadra a idiotinha prende gente na China por espalhar boatos, e mesmo lá, há casos e casos. Como um sistema legal pode funcionar quando um “crime” não tem nada a ver com o outro?

18/04/2014 às 20:29

GNRchinesedemocracy

Boatos, mentiras, calúnias sempre existiram. Nos Anos 80 a carreira do ator Mário Gomes foi abalada por uma história de que ele teria sido atendido na emergência, com uma cenoura entalada lá onde você está pensando. Até hoje pra qualquer um que viveu a época, a associação com cenouras é automática.

Foi tudo uma história inventada pelo Daniel Filho, que não gostou de descobrir o que o Mário Gomes fez com sua esposa, Betty Faria.

Hoje não é preciso ser Diretor da Globo para espalhar boatos. Ok, a rigor nunca precisou, mas era muito mais demorado e muito menos eficiente. Com as redes sociais qualquer história suculenta viraliza muito mais rapidamente, às vezes causando danos reais a indivíduos e instituições. E por falar nelas, boatos são tão institucionalizados que no Brasil tradicionalmente quinta-feira é o Dia dos Boatos na BOVESPA.

As Leis como sempre demoram a se adaptar ao Mundo Real, o indivíduo hoje pode ser muito mais poderoso do que a instituição. Qualquer perfil badalado de Twitter tem poder de penetração (epa!) maior do que a maioria dos jornais e rádios de interior. Só que ao contrário deles, nós, indivíduos não estamos presos a regras, éticas e limites. Temos grandes poderes e nenhuma responsabilidade.

Isso está mudando.

As pessoas estão começando a ser responsabilizadas por sua ações online. Que o diga aquele precioso floquinho de neve made in brazil que está preso nos EUA desde janeiro, quando teve a brilhante idéia de enviar e-mails para a Polícia de Miami e para a TAM ameaçando detonar uma bomba em um avião. Motivo? Disse estar “testando a velocidade de reação” das autoridades. Well, está testando agora o sistema penal deles.

Essa semana foi a vez de uma teentardada holandesa. Provavelmente motivada pelo tédio, pela pouca quantidade de neurônios ativos aos 14 anos ou pela fumaça do Kaya Café no térreo do prédio dela, a criatura do nada mandou um tweet pra American Air se dizendo terrorista e fazendo uma ameaça.

BlP-8QjIcAAzA5k

Neste post o Ronaldo conta o causo. Spoiler: foi presa.

Agora, provando que adolescentes retardados gonna retardadear, um grupo especialmente lesado resolveu ganhar fama online e estão… twitando ameaças de bomba pra American Airlines. Como são seres não-pensantes é esperar demais que tenham empatia e entendam o problema que causam, mas é assustador como são incapazes de perceber o tiro no pé que estão dando, e que o FBI, Homeland Security, SHIELD, HYDRA e todo mundo irão EXEMPLAR os idiotas envolvidos, pra que esse tipo de “zuera” não se espalhe.

Quem ri disso são os chineses, que saíram na frente. Uma das vantagens de sua sociedade marketista-leninista é que podem manter um controle social muito mais apertado, mas paradoxalmente a perda desse controle causa muito mais danos. Por isso eles não dão mole.

É o caso de um sujeito chamado Qin Zhihui, este mané aqui:

manechines

Ele foi preso mais de uma vez. Se diz Ativista de Direitos Humanos mas em essência é um sofativista, e da pior espécie. A China é um poço de corrupção, autoritarismo, desmandos, controle governamental, censura, você escolhe. Isso só torna Qin Zhihui mais nefasto, pois com esse cenário suculento ele prefere… divulgar boatos. E tudo bobagem, como alegações de que a China pagou US$ 32 milhões de indenização a uma vítima estrangeira em um acidente de trem, acusações denegrindo a imagem de um personagem menor mas querido da Revolução e até uma bobagem como divulgar que o Presidente da Associação Nacional dos Deficientes Físicos adquiriu nacionalidade japonesa.

Com base em uma Lei que pune quem espalhar boatos replicados mais de 500 vezes ou lidos por mais de 5.000 pessoas, ele está sendo julgado e vai ver o Sol nascer quadrado.

Do outro lado temos um caso como o de um adolescente de 16 anos, também chinês que foi preso com base na mesma Lei, por ter questionado as circunstâncias esquisitas de uma morte. A polícia diz que foi acidente, a família diz que o sujeito apanhou e foi defenestrado de um Karaokê.

Fica a questão: como tratar com a mesma Lei casos tão diferentes?

Antigamente Calúnia e Difamação entre indivíduos era algo tratado como roubo de galinhas. O dolo, se ambos fossem pessoas comuns, era insignificante. Hoje mesmo um mané como nós pode começar uma bola de neve e prejudicar a sério uma pessoa, uma empresa, um governo.

Só que antes de sair clamando direitos de liberdade de expressão, lembre-se que nesse mundo onde todo mundo é Daniel Filho, todo mundo também é Mário Gomes e tem uma cenoura apontada pro fiofó. Dizem que acima de tudo deve-se usar o bom-senso, mas retardadas de 14 anos fazendo ameaças de bomba e namorados de 16 tentando se vingar do primeiro chifre e postando Revenge Pr0n não são candidatos ideais a bom-senso.

Temos um desafio aos juristas. Qual a solução? Não faço idéia, mas o que vier será melhor do que o modelo atual, onde adolescentes são julgadas como pedófilas por postar fotos delas mesmas peladas. A culpa não é da Justiça. O mundo nunca avançou tão rápido. Essa é a parte chata de viver no futuro. Boa parte ainda não foi escrita.

relacionados


Comentários