Meio Bit » Baú » Áudio e vídeo » Nokia Tune completa 20… quer dizer, 112 anos

Nokia Tune completa 20… quer dizer, 112 anos

O toque de celular mais conhecido do mundo está fazendo 20 anos. Em qualquer lugar do planeta, se um celular tocar há boas chances de você ouvir o Nokia Tune. Mesmo que o aparelho não seja um Nokia. Agora a parte curiosa: o Nokia Tune na verdade tem 112 anos…

09/04/2014 às 6:46

nokia232_foto0

O primeiro Nokia (no meu caso um 232) a gente nunca esquece

Em 1994 chegava ao mercado o Nokia 2110, celular com um conceito revolucionário para a época: um toque personalizado. Até então celulares faziam bip bip bip e variações. Dessa vez um toque único e especial distinguia os aparelhos da Nokia de todos os outros. Esse toque veio ser conhecido como Nokia Tune, e é uma das propriedades mais bem-preciosas da empresa.

Agora ela está fazendo 20 anos, tendo passado por um número imenso de versões, saindo de uma sequência MIDI para um arquivo de áudio de alta definição. Pisaram na bola com um concurso para escolher uma variação, e acertaram brilhantemente ao criar uma versão futurista do toque, e incluí-lo em um raríssimo merchandising no Star Trek de 2009.

Ao contrário de toques como o da Motorola, que faz todo mundo na mesa olhar com ar de reprovação, o toque da Nokia é parte do cenário. Sobreviveu ao darwinista mundo dos ringtones e só encontrou competição com a chegada do iPhone. Dá para dizer que agora são dois toques universalmente conhecidos.

Não que seja vantagem para a Nokia, afinal ela chegou mais cedo. São 20 anos de idade, se você contar do momento em que um VP Executivo de nome Anssi Vanjoki decidiu que o próximo celular da empresa teria um toque exclusivo. Já se contar desde a época em que o toque foi composto, aí temos 112 anos, e o “culpado” passa a ser este sujeito:

Francisco_Tarrega

O nome dele é Francisco Tárrega, compositor e virtuoso espanhol, 1852-1909. Tecnicamente ele até poderia ter ouvido falar da Nokia, que foi fundada em 1865, mas eu tenho razoável certeza de que nessa época ela não era muito focada na produção de celulares.

Naquele dia em 1993 Anssi Vanjoki levou para a reunião uma gravação da Gran Vals de Tárrega, e depois de provavelmente bater cabeça o dia inteiro, decidiram em um trecho. Veja a obra, executada pela violonista Anika Hutschreuther:

Tárrega: Gran Vals - Anika Hutschreuther, Guitar

Há uma reação quase cômica quando ouvimos os acordes mais que familiares. Não parece certo uma obra do Romantismo soar como… um celular. Por um lado a “pureza” da composição de Tárrega está perdida para sempre. Por outro lado ele se tornou o compositor mais executado da História. Estima-se que a Nokia Tune seja ouvida 20 mil vezes por segundo, 1,8 bilhão de execuções por dia.

Talvez não seja errado afirmar que enquanto existirem celulares, ouviremos essas 13 notas, compostas em 1902.

Leia mais sobre: .

relacionados


Comentários