Meio Bit » Arquivos » Hardware » Google mostra que Project Ara está bem próximo de se tornar real

Google mostra que Project Ara está bem próximo de se tornar real

Vídeo mostra que time de desenvolvimento do Google está trabalhando a todo vapor para tornar o Project Ara, o smartphone modular uma realidade

04/04/2014 às 15:00

project-ara

Eu admito quando estou errado, e não tenho vergonha nenhuma nisso. Quando eu me expressei de forma absolutamente cética sobre o Project Ara, o conceito de smartphones modulares que o Google absorveu da Motorola há algum tempo atrás eu me mostrei preocupado, pois tal produto dependeria de um investimento considerável para desenvolver componentes que não sofressem lag já que componentes móveis não são a mesma coisa de peças integradas.

neste caso estou feliz de ver que o Google não está medindo esforços para tornar o Project Ara, da equipe chefiada pela doutora e ex-diretora do DARPA Regina E. Dugan real. O investimento é grande e o time de tecnologia está trabalhando a todo vapor para dar vida ao projeto Phoneblok idealizado pelo designer Dave Hakkens.

O vídeo de pouco mais de três minutos mostra todos os times envolvidos com o produto. Seth e Ara do Google Advanced Technology and Projects (ATAP) mostraram como eles farão para que os componentes fiquem fixos no chassi do aparelho: eletroímãs. Eles podem ser ligados e desligados ao bel prazer do usuário para permitir a troca de módulos, mas uma vez ativos eles não se soltam nem por decreto. A 3D Systems, empresa especializada em impressão tridimensional que foi comprada pela Motorola para trabalhar no Project Ara foi outra equipe que o Google absorveu. O time está concentrado em trabalhar na parte física do chassi e módulos. Com o Google ATAP trabalha diretamente ligado à 3D Systems ambas equipes chegaram à conclusão que o Google não vai desenvolver um case para cobrir o mosaico dos módulos, algo que já é a identidade visual do produto. Ao invés disso os módulos terão vários padrões, texturas e imagens ao gosto do cliente.

Depois é mostrado um pouco do app de configuração do Ara, que vai exibir ao usuário um extenso catálogo de componentes e permitir que escolhamos qual configuração queremos, e ao fim ele mostrará como ficará o aparelho pronto, e como ele se comportará. O mais curioso aqui é que o Google espertamente não está posicionando o Ara como um aparelho high-end, mas um smartphone acessível a todos e que poderá ser personalizado por uma quantia irrisória. Para se ter ideia a intenção da companhia é vender o kit inicial, com display e módulo Wi-Fi por míseros 50 dólares, e os módulos não seriam muito mais caros que isso. E melhor: a previsão é que ele chegue ao mercado no início de 2015. A conferência do Project Ara para desenvolvedores será realizada neste mês entre os dias 15 e 16 de abril.

Ainda não vimos o Ara funcionando de fato, mas é fato que o time de desenvolvimento do Google não está para brincadeira e deve estar suando a camisa para torná-lo real. O ponto crítico é conseguir driblar a redução de performance que a modularidade introduz em hardware, e se conseguirem isso pode ser um ganho para a indústria tech em geral: pensem em processadores, memórias RAM e placas de vídeo ainda mais rápidas do que as atuais graças a melhoria na comunicação entre componentes.

No fim das contas, nunca estive tão satisfeito por estar errado.

Fonte: DT.

relacionados


Comentários