Meio Bit » Baú » Hardware » BlackBerry pede o boné e rompe com T-Mobile

BlackBerry pede o boné e rompe com T-Mobile

BlackBerry decide não suportar mais as provocações da T-Mobile e decide não renovar contrato de venda de seus aparelhos pela operadora

02/04/2014 às 12:01

blackberry-z30

E pelo visto rolou divórcio mesmo. Após um grande desentendimento que faltou pouco para escalar às vias de fato, a BlackBerry anunciou que rompeu relações com a operadora T-Mobile, após campanhas que marketing que teriam depreciado a marca, embora ela própria seja a melhor nisso.

Tudo começou quando a T-Mobile realizou uma campanha em que deixava patente que não tinha a menor confiança no futuro da ex-RIM, apesar do fato de que a mesma confia piamente no contrário. A oferta em si visava favorecer donos de aparelhos da companhia nos Estados Unidos, oferecendo o iPhone 5s de graça com um plano de dois anos caso escolhesse trocar de smartphone. Na ocasição Chen se disse ultrajado com a ação, e parabenizou os poucos fãs da BlackBerry que xingaram a operadora nas redes sociais. Ainda assim Chen não é de todo bobo, ele deu uma amenizada dizendo que pretendia trabalha com a operadora novamente no futuro.

Só que a campanha rendeu bons frutos à T-Mobile, já que o número de trocas de aparelhos aumentou 15 vezes, e mesmo adicionando a opção de usuários escolherem novos aparelhos da BlackBerry com um crédito adicional de US$ 50, 94% dos clientes preferiram outras marcas. Assim fica difícil argumentar qualquer coisa. E pelo memorando interno a ordem seria continuar nessa linha, e a ex-RIM que se virasse sem ela.

A paciência da BlackBerry acabou quando o CEO da T-Mobile resolveu fazer das suas. Em um tweet ele disse que de fato pretendia conversar com Chen para resolver suas diferenças, mas havia um pequeno probleminha: o executivo da fabricante não possui conta no popular site de microblogs. John Legere então não perdeu a oportunidade:

tweet

Esse bullying todo foi demais para a ex-RIM. Em comunicado a BlackBerry anunciou que não renovará o contrato com a T-Mobile que a permite vendeu seus aparelhos, que se encerrará no dia 25 de abril. Ainda assim a empresa diz que “espera voltar a trabalham com a operadora no futuro, quando nossas estratégias de negócios estiverem alinhadas”, ou seja…

Sinceramente a T-Mobile não perde nada com isso, aliás só tem a ganhar pois poderá se concentrar em aparelhos que realmente possuem apelo junto aos consumidores. Por outro lado a BlackBerry perde um aliado poderoso e se complica cada vez mais junto a parceiros, visto que a operadora canadense Rogers a princípio se recusou a trabalhar com Z30 para depois voltar atrás. Dada a queda geral de vendas e a crise em que se afundou sozinha devido uma péssima administração, não é tão improvável um cenário futuro em que ela não consiga manter parcerias pelo simples motivo que ninguém mais quer seus aparelhos.

Fonte: CNet.

relacionados


Comentários