Meio Bit » Baú » Miscelâneas » SVP de software da BlackBerry é processado por querer ir para a Apple antes da hora

SVP de software da BlackBerry é processado por querer ir para a Apple antes da hora

Sebastien Marineau-Mes, SVP da ex-RIM aceitou convite da Apple mas é processado por descumprir contrato que estipula prazo de 6 meses entre transferências

27/03/2014 às 11:00

sebastien-marineau-mes

A BlackBerry está em uma situação problemática devido seus próprios erros, mas não é como se a situação não pudesse perdoar mais ainda. Se por um lado a empresa pretende cortar mais de 4 mil empregos, Apple e Intel estariam recrutando funcionários da empresa canadense, obviamente de olho nos profissionais que serão mantidos na companhia (afinal, se não servem para a ex-RIM o que acrescentariam em outros lugares? O mercado de trabalho é cruel e nós sabemos disso).

Tanto é verdade que Cupertino está de olho em um executivo da companhia, o atual vice-presidente sênior de software Sebastien Marineau-Mes. O executivo estaria em negociações para preparar sua transferência desde setembro de 2013, e em dezembro teria aceitado o convite para assumir o cargo de vice-presidente de Core OS. Ele assinou o desligamento da BlackBerry em 23 de dezembro, visando entrar na Apple dois meses depois. Mas as coisas nem de longe são tão simples.

Se funcionários menos críticos já assinam contratos que os obrigam a passar por um período de quarentena na transferência entre empresas concorrentes (no Vale do Silício inclusive há um acordo de cavalheiros em que uma empresa não contrata funcionários de suas vizinhas), imagine diretores e executivos. Marineau-Mes assinou um contrato quando foi promovido pela BlackBerry, que o obriga a dar um aviso-prévio de seis meses caso desejasse sair. O engraçado nessa história é que ele assinou o documento no dia 27 de setembro, quando ele já estava conversando com a Apple e durante um período de congelamento de promoções da fabricante canadense, o que demonstra que a empresa queria segurá-lo a todo custo.

Nada mais justo, a ex-RIM entrou com um processo contra o executivo e a Corte de Ontário decidiu que vale a máxima "escreveu, não leu, o pau comeu": Marineu-Mes será obrigado a cumprir o prazo previsto no contrato, o que impede sua transferência para a Apple até o fim de junho.

Dessa vez a BlackBerry tem razão em processar Marineau-Mes. Ele deu uma de esperto, aceitando uma promoção e um aumento gordo de rendimento enquanto preparava seu bote para pular fora do barco indo a pique, e ainda tentou apressar sua ida para a Apple ignorando uma cláusula que ele aceitou. Ainda é cedo para dizer se essa situação vai complicar sua transferência, pois nesses meses de espera Cupertino pode muito bem conseguir outro executivo para suprir a vaga, o que complicaria sua situação de forma hilária depois do fim de seu aviso-prévio.

Fonte: iMore.

relacionados


Comentários