Meio Bit » Arquivos » Fotografia » New 55Film - Uma volta ao passado

New 55Film - Uma volta ao passado

Projeto no kickstarter visa trazer de volta a produção de negativos instantâneos no tamanho 4x5. Será que o mundo precisa disso?

26/03/2014 às 15:24

Filme fotográfico, esse nosso velho conhecido. Tem muito fotógrafo da atualidade que nunca fotografou com a antiga tecnologia (me senti velho agora), mas ele ainda está por ai. Se recusa a morrer totalmente. Porém, suspeito que sua sobrevida não se deve a fatores mercadológicos, mas por um grupo de entusiastas que não quer deixar essa parte tão bacana da fotografia morrer. Que não me entendam mal. Eu adoro o digital e muito do que fazemos hoje na fotografia só é possível com ele. Mas, o filme fotográfico é nostálgico. O fato de fazer um book fotográfico completo com apenas 3 rolos de filme de 36 poses é algo que muitos não entendem hoje. A quantidade limitada de poses fazia cada foto ser cuidadosamente planejada. Mas, não sinto falta da impossibilidade de ver os resultados na hora, da dificuldade de achar filmes com qualidade profissional, ficar limitado a ISO baixo e, principalmente, não sinto falta dos laboratórios de revelação que pediam uma semana para tudo ficar pronto e muitas vezes melecavam todo seu trabalho. Porém. alguns ainda resistem.

New_55film

Inspirado pelo The Impossible Project, que salvou da total aniquilação a última fábrica de produção de filmes instantâneos da Polaroid, o inventor americano Bob Crowley está com um novo projeto no site de financiamento coletivo kickstarter. O New 55Film tem uma ambição gigantesca: ressuscitar os filmes instantâneos de tamanho 4x5 polegadas. A idéia é interessante e garanto que meu lado artístico ficou interessado, mas fico pensando do ponto de vista da viabilidade. O 4x5 é uma chapa de filme que colocamos em uma câmera como a Chamonix Saber. Após a foto você tem um negativo que depois tem que ser convertido para positivo. Não é um processo rápido ou dinâmico e deve agradar apenas artistas ou fotógrafos que trabalham com ensaios vintage. Para começar você precisa ter uma câmera compatível com os negativos. Crowley aposta que existe mercado para esse tipo de tecnologia e que uma fábrica pequena pode se manter comercialmente, ao contrário dos grandes gigantes que sucumbiram ao avanço da fotografia digital. Pode ser que ele esteja certo, afinal de contas ainda temos câmeras Polaroid e filmes no mercado, e a Fuji ainda mantém uma lucrativa divisão de filmes instantâneos.

Para começar a produção, o projeto necessita arrecadar US$ 400.000,00. Sim, é alto, pois se trata de uma tecnologia e de produtos químicos que estão quase extintos. Toda uma cadeia produtiva deve ser recriada. Até agora, faltando 40 dias para o término da campanha, eles conseguiram arrecadar US$ 56.740,00. Falta muito ainda, mas quem sabe um milagre não acontece. Quem contribuir vai receber em casa uma caixa com a primeira produção de filmes contendo 5 chapas instantâneas 4x5. Vejam abaixo o vídeo de apresentação.

relacionados


Comentários