Meio Bit » Baú » Games » Desenvolvedor defende o fim dos estereótipos nos games

Desenvolvedor defende o fim dos estereótipos nos games

Funcionário na BioWare faz uma empolgante palestra na Game Developers Conference onde defende o fim dos estereótipo nos videogames. Para ele, só assim a indústria poderá evoluir.

21/03/2014 às 8:30

gay-tony

Um evento reunindo centenas de desenvolvedores de games é provavelmente o último lugar onde alguém imaginaria que se sentiria fazendo parte de algo muito maior, mas de acordo com um artigo publicado no site GamesIndustry, o exatamente essa a sensação que muitos tiveram ao assistir a palestra ministrada por Manveer Heir durante a Game Developers Conference.

Com um título que poderia ser traduzido como “Misoginia, Racismo e Homofobia: Como os videogames se portam?”, a apresentação do designer de jogabilidade da BioWare acabou com todos os participantes o aplaudindo de pé e o motivo para isso é bem simples: segundo ele, está na hora dos jogos eletrônicos acabarem com as injustiças sociais que muitas vezes representam e convocou os profissionais a lutarem contra os estereótipos.

Se nós começarmos a fazer jogos que abordem raça, gênero, orientação sexual e tudo mais de uma maneira positiva, ao invés de cairmos em estereótipos, então levaremos nossos jogos coletivos a um novo patamar. Isso, para mim, é uma das maiores áreas de crescimento da indústria. É onde vejo tanta promessa, mas para ser honesto – acho que cometeremos muitos erros durante o caminho, mas não acho que isso signifique que um caminho esteja errado. Significa apenas que precisamos olhar para onde estamos indo e tentar com mais força.

Onde quer que estejamos hoje como indústria, estou confiante de que estaremos melhores amanhã, desde que vocês, que estão aqui, estejam dispostos a ser um agente de mudança. Eu sinceramente espero que vocês estejam prontos para esta mudança, porque eu certamente estou!

Durante a apresentação, Heir fez questão de dizer que estava falando especificamente das desenvolvedoras ocidentais, pois como bem sabemos, a cultura asiática é muito diferente da nossa e também quis deixar claro que sua intenção não é culpar ninguém, pois para ele, mesmo que um jogo tenha um personagem estereotipado, isso não significa que o seu criador seja preconceituoso.

Essa é um discussão que vem acontecendo com uma certa frequência na indústria, muito porque a maioria dos protagonistas presentes nos jogos são homens brancos, fortes e muitas vezes machões, e quando se trata de mulheres, negros e gays, o mais comum é que tais personagens sejam retratados, respectivamente, como gostosonas, marginais e afeminados, algo que está muito longe da realidade.

Tendo participado da criação dos três Mass Effect, um dos poucos jogos que claramente lutam contra essas marcas, acho que a bandeira levantada por Manveer Heir é importantíssima, principalmente porque como ele mesmo disse, os estereótipos influenciam diretamente a maneira como tratamos os outros no mundo real e se os videogames querem ser levados a sério, eles precisam assumir essa responsabilidade social.

relacionados


Comentários