Meio Bit » Baú » Internet » Um app no lugar do Garçom? NUNCA!

Um app no lugar do Garçom? NUNCA!

Tecnologia nem sempre é algo bom. Uma rede de restaurantes nos EUA está lançando um sistema de tablets onde os clientes não precisam falar com o garçom nem para pedir pra aumentar o volume da TV. Sério, se o sujeito despreza tanto assim contato humano pra que foi pra um bar?

13/03/2014 às 8:15

vlcsnap-00015

Um sábio certa vez falou que o cachorro não é o melhor amigo do homem, que o melhor amigo do homem é o garçom. Pede pro cachorro te trazer um uisque pra ver só. É verdade. O bom garçom está lá na saúde e na doença, na alegria e na tristeza, é braço forte e ombro amigo. Existe um círculo no Inferno só para quem trata mal garçom pra impressionar mulher.

O bom garçom sabe quando trazer outra dose sem você pedir, chama seu táxi e cuida dos pertences que você esquecer no bar. Assim como o barbeiro, o garçom é parte da família estendida que todo homem tem.

Há tentativas de automatizar a função do garçom. No aeroporto de Curitiba uma das lanchonetes tem botões na mesa, para chamar os garçons e pedir a conta. É impessoal, estranho e ninguém usa.

Agora a Buffalo Wild Wings, uma rede de Sport Bars com mais de 500 unidades vai lançar um sistema usando tablets Samsung onde o cliente não só poderá participar de jogos de trivia, como fará pedidos, consultará cardápio, comprará músicas na jukebox e — essa é a novidade — comunicar-se-á com os garçons e outros funcionários.

Pelo app será possível solicitar para mudar a TV de canal, perguntar se fazem um drink fora do cardápio, coisas do gênero.

Tudo mecânico e impessoal. Em vez de apenas conversar com o SER HUMANO que está ali te servindo, você se isola e mantém contato apenas através de uma máquina.

Longe de mim defender a idéia errada de que a internet seria uma tecnologia que isola as pessoas, mas nesse caso é exatamente o que está acontecendo. Você está abrindo mão de interagir com uma pessoa que está ali pra isso, a troco de… nada?

Espero sinceramente que essa idéia dê em nada.

Fonte: GO.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários