Meio Bit » Baú » Hardware » CEO da Archos aprende a diferença entre “resistente à água” e “à prova d'água”

CEO da Archos aprende a diferença entre “resistente à água” e “à prova d'água”

Belo mico: o CEO da Archos ignorou que o smartphone era à prova apenas de esguichos d'água e mata um Quechua 5" após um mergulhinho diante das câmeras!

26/02/2014 às 13:30

quecha-5-water-resistant-!=-waterproof

No últimos tempos a Sony tem investido para que seus dispositivos mobile de ponta, sejam smartphones ou tablets ou até mesmo walkmans todos contem com certificações IP, de modo que eles sejam protegidos contra poeira e água. O feature tem atraído tanta atenção que a Samsung resolveu implementar o mesmo no Galaxy S5: com certificação IP67, ele é completamente selado contra poeira e resiste a um mergulho de 30 minutos em uma profundidade de até um metro.

Entretanto há uma diferença cabal entre “resistente à água” e “à prova d'água”. Por mais protegidos que esses aparelhos sejam eles ainda são produtos eletrônicos, mesmo o Z2 resistindo a banhos de até 30 minutos a uma profundidade superior à que o S5 suporta (testes atestaram resistência até 3 m), com o tempo a água vai entrar, seu smartphone irá pra cucuia e levará a garantia com ele.

Foi o que o CEO da fabricante francesa Archos Loic Poirier aprendeu da pior maneira. Sua linha de smartphone Quechua é muito utilizada por esportistas e mochileiros em geral por demonstrarem resistência a quedas, banhos acidentais, poeira e outras intempéries. Entretanto ele abusou da sorte ao exibir as características do Quechua 5" a uma TV local. Acompanhe o vídeo:

[dailymotion id=x1daali]

De forma hilária Poirier não leu as especificações do aparelho, do contrário saberia que ele possui especificação IP54, o que lhe garante proteção contra poeira e esguichos d'água, e não a um mergulho. Portanto fica a dica: sempre leia as instruções, não importa se você é um consumidor ou o CEO, para evitar micos como esse.

Fonte: PA.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários