Meio Bit » Baú » Internet » MasterCard vai ligar dados de localização ao seu cartão de crédito

MasterCard vai ligar dados de localização ao seu cartão de crédito

Solução da MasterCard utiliza smartphone e geolocalização para conferir mais segurança às compras com cartão de crédito, diminuindo o risco de clonagem

26/02/2014 às 12:00

mastercard-smartphone

Fato: ninguém gosta de ter seu cartão clonado. Espertinhos vivem do descuido de usuários com seus cartões ou mesmo das agências, que não são tão seguras quanto os usuários pensam. Só do fato de que 95% dos caixas eletrônicos do mundo rodarem ainda Windows XP você tira uma base. Uma solução interessante seria relacionar as operações de cartão com sua localização, assim a operadora de cartão bloquearia uma operação realizada em Xangai sendo que o dono do cartão mora no Rio de Janeiro.

A MasterCard acredita que isso pode ser feito. Ela anunciou uma parceria com a Syniverse Technologies, uma empresa de soluções mobile para desenvolver uma tecnologia envolvendo seu cartão e seu smartphone. Funciona assim; ao realizar uma compra, seu gadget receberia através de um app dedicado os dados, analisaria sua localização via GPS e confrontaria com os dados do aparelho (provavelmente você vai registrar seu cartão no app) e só a partir daí a compra seria aprovada. Para um hacker conseguir burlar isso ele teria em tese que clonar também seu celular.

O projeto está em fase de testes mas se tudo correr, a MasterCard pode disponibilizá-lo ao público até o fim do ano. Eu acredito que o recurso é bem útil, ainda que adicione mais um fator para realizar compras ao transformar um smartphone num intermediário; a solução do PayPal que estará disponível no Galaxy S5 é mais prática, embora convenhamos: nem todo estabelecimento aceita pagamentos por ele e o scanner de digitais não estará presente em todos os aparelhos. Caso seja adotada por mais operadoras de cartão, a solução da MasterCard e Syniverse pode tornar as operações de compra mais seguras ainda que um pouquinho mais complicadas, mas esse é um preço que eu pagaria para ninguém zoar com minha grana.

Fonte: DT.

relacionados


Comentários