Meio Bit » Baú » Games » Mobile e distribuição digital salvam ano da Sega

Mobile e distribuição digital salvam ano da Sega

Sega revela resultado fiscal dos últimos trimestre e embora tenha vendido apenas 6 milhões de cópias de seus jogos fisicamente, lucro aumentou devido a distribuição digital e os dispositivos móveis.

10/02/2014 às 14:30

phantasy-star-online-2

Algumas das previsões mais defendidas na indústria de games nos últimos anos é de que a distribuição digital veio para ficar e que o mercado de dispositivos móveis pode ser muito mais lucrativo que o de consoles. Alguns poderão argumenta que essas “regras” não se aplicam a todas as empresas, mas no caso da Sega, 2013 mostrou que a desenvolvedora deverá focar nessas tendências.

Ao divulgar um relatório com os rendimentos dos três primeiros trimestre do ano fiscal que termina no dia 31 de março de 2014, os japoneses revelaram que apesar do lançamento de títulos de peso como o Sonic Lost World e Football Manager 2014, as vendas físicas tem caído ano após ano e por mais difícil que seja de acreditar, durante todo este período venderam apenas pouco mais de 6 milhões de cópias desta maneira.

Se fosse só por elas, a Sega certamente estaria numa situação extremamente complicada, mas graças às vendas digitais e aos jogos mobile, a receita gerada foi de US$ 2,9 bilhões, um aumento de 47% em relação ao período anterior e que lhes garantirá uma renda operacional de US$ 430 milhões.

De acordo com o documento, os principais responsáveis por esse sucesso foram jogos como o Phantasy Star Online 2 para PC e títulos de menor porte para celulares e tablets, como o Chain Chronicle e o Puyopuyo!! Quest, que somente em janeiro deste ano foram foram baixados dois e seis milhões de vezes, respectivamente.

Contando atualmente com mais de 40 títulos para dispositivos móveis, o desempenho dos últimos meses provavelmente fará com que a Sega aumente sua atuação neste mercado, mas curiosamente, o ramo em que eles mais conseguiram retorno de 2013 para cá foi na fabricação de máquinas caça-níqueis para cassinos, o que lhes redeu algo em torno de US$ 157 milhões.

Conclusão, embora ainda certamente veremos a lendária empresa lançando jogos para consoles, como por exemplo o recém anunciado Sonic Boom, infelizmente parece que estamos cada vez mais perto de chegarmos ao ponto em que a Sega, outrora uma respeitada fabricante de videogames, não faça nem jogos para eles.

relacionados


Comentários