Meio Bit » Baú » Fotografia » Celebridades fotografadas com Grande Formato Instantâneo

Celebridades fotografadas com Grande Formato Instantâneo

O artista Chuck Close foi convidado pela revista Vanity Fair para produzir retratos sem retoques de 20 celebridades americanas. Para dar um toque especial ao trabalho ele decidiu usar uma câmera de grande formato instantânea.

07/02/2014 às 15:39

Ontem a internet foi invadida pela notícia de que 20 celebridades americanas foram fotografadas para a revista Vanity Fair ao natural, sem maquiagem e sem manipulações em Photoshop. Estavam na lista nomes como Brad Pitt, Scarlett Johansson, Kate Winslet e Oprah Winfrey. São retratos simples, com iluminação muito parecida e a roupa utilizada pelas celebridades foi a mais simples possível. Bem, até ai nenhuma novidade, pois não é a primeira vez que uma coisa assim é planejada pelas grandes revistas de moda. Mas, temos um grande diferencial quanto ao equipamento utilizado para a captação das imagens. O artista e fotógrafo Chuck Close foi o responsável pelo ensaio. Ele fotografou 20 celebridades e levou alguns meses para completar o trabalho. Mas, no melhor posicionamento artístico, ele botou em prática a filosofia que diz: para que simplificar se podemos complicar?

grande_formato_instantâneo_2

Chuck fez o que pouca gente faria e se dispôs a fazer os retratos com uma câmera de grande formato instantânea. Nunca ouviu falar disso? Poucos ouviram. Em 1976 a Polaroid decidiu construir uma câmera de grande formato que se utilizasse de filme instantâneo. A iniciativa foi planejada para mostrar a qualidade excepcional do filme profissional colorido Polacolor II que seria disponibilizado para o público em chapas de tamanho de 8x10 polegadas. Entre 1977 e 1978 a Polaroid construiu 5 câmeras deste tipo. Elas são montadas em aço e madeira e trabalham com fotogramas de 20x24 polegadas. Como parte da ação de marketing, a Polaroid construiu um estúdio em Ames Street, em Cambridge, onde convidou diversos fotógrafos famosos para experimentar o equipamento. Em troca, as imagens eram doadas para ficarem na exposição permanente que acontecia no local.

grande_formato_instantâneo

Embora seja gigantesca e o foco seja feita por um fole, o filme não é produzido em chapas (como em algumas câmeras de grande formato). Na realidade ele é feito em rolo, onde na parte interna temos o negativo (que vai ser exposto à imagem), na parte externa o positivo e entre eles a emulsão química para a revelação. Na realidade, é como uma Polaroid compacta, só que em tamanho um pouco maior. Você faz a foto, espera um pouco e depois destaca a foto já em positivo finalizada. Neste ponto é impossível mesmo fazer retoques no Photoshop. Assim como no começo da fotografia, o resultado é uma cópia única. Tudo bem que já foi digitalizada e colocada na revista, mas o original se mantém e, daqui alguns anos, vai valer uma grana preta.

Até hoje algumas dessas câmeras ainda estão em uso e o 20x24 Studio é um ponto comercial que se utiliza da tecnologia para fazer retratos Fine Art com a câmera. Muitos retratos de divulgação de filmes Hollywoodianos famosos foram feitos por lá e a gente nem sabia.

Vejam abaixo um pequeno vídeo da produção.

relacionados


Comentários