Meio Bit » Baú » Mobile » Google disponibiliza SDK do Chromecast para todos os desenvolvedores

Google disponibiliza SDK do Chromecast para todos os desenvolvedores

Google abre a plataforma do Chromecast para todos os desenvolvedores! Agora vai!

03/02/2014 às 17:18

ready-to-cast

Primeira boa notícia do dia para os programadores que gostam das plataformas do Google. Agora os desenvolvedores interessados em criar aplicativos para o Chromecast já podem baixar seu Software Development Kit (SDK) e ter acesso ao SDK Developer Console, de forma que eles consigam registrar, testar, autorizar e publicar seu software! Na tela da TV no meio desse povo.

"Tá Matheus, mas o que é o Chromecast?" - levando em consideração que algumas pessoas podem de fato fazer essa pergunta, melhor contextualizar: trata-se de um pequeno dispositivo, que parece um pendrive e se conecta na porta HDMI de sua televisão. Ele torna possível o envio de conteúdo de mídia direto para sua TV, sem a necessidade de um "set top box", como Apple TV ou Roku.

Google_Chromecast_35823617_02_1_610x436

Imagine estar assistindo um vídeo no YouTube/Netflix/Hulu, ou ouvindo uma música no Songza/Pandora/Google Play Music, no seu computador ou seu smartphone ou Tablet. Não seria legal poder enviar esse conteúdo para a TV da sala e compartilhar isso com todo mundo (no caso de você não estar assistindo um musical do Justin Bieber, claro)?

Pois é pra isso que o Chromecast serve. E a coisa é muito prática, funciona com um clique na tela.

Quando o Google lançou o aparelho, um seleto grupo de empresas podiam criar apps para ele. Talvez por pressão de emissoras de TV e provedores de conteúdo.

Mas agora a plataforma está aberta para todos os desenvolvedores que quiserem se aventurar por ela. Basta baixar o SDK, configurar o ambiente, seguir o Guia do Desenvolvedor, pagar uma taxa de US$ 5 (que é o que dá acesso ao SDK Developer Console) e programar o que você achar que pode ser útil.

A integração do SDK é relativamente simples, e a primeira coisa que me vem a mente seria uma versão do VLC player (ou equivalente) que fizesse o cast para a TV. Aliás, quem quiser fazer isso, pode até usar o media player default da plataforma para enviar conteúdo HTML5.

Diagram

Para outras aplicações, os desenvolvedores podem criar seus próprios receivers que suportam os protocolos de streaming padrão como MPEG-DASH, HLS e Microsoft Smooth Streaming.

Você pode encontrar vários códigos de exemplo no GitHub. Mãos à obra!

Fonte: Google.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários