Meio Bit » Baú » Hardware » Governo sul-coreano desfere duro golpe contra bloatware pré-instalado

Governo sul-coreano desfere duro golpe contra bloatware pré-instalado

Governo sul-coreano vai obrigar operadoras e fabricantes de smartphones e gadgets a incluírem ferramentas de remoção de bloatware

24/01/2014 às 13:30

s4-bloatware

Uma verdade: Steve Jobs deve ter visto o inferno ao negociar com operadoras para não permitir a inclusão de bloatware no iPhone, ao passo que Google e Microsoft preferiram abrir as pernas. O Android sofre desde sempre com atualizações do sistema que precisam passar pelos fabricante e operadoras, e o Windows Phone, que era a grande promessa de que veríamos aparelhos baratos sem esse tormento seguiu o mesmo caminho. Como se não bastasse, a inclusão de aplicativos inúteis é um tormento que os usuários são obrigados a engolir se pretendem adquirir um smartphone com planos na esperança de jogar o preço para baixo.

Só que na pior Coreia esse assunto é coisa séria. Através de um comunicado à imprensa o Ministério de Ciência, Tecnologia e Planejamento do país anunciou novas diretrizes que fabricantes e operadoras locais serão obrigadas a a seguir a partir de abril. Em suma, as operadoras terão que incluir ferramentas de remoção de seus apps com exceção de quatro itens considerados essenciais, relacionados à Wi-Fi, NFC, loja de apps e um centro de atendimento ao consumidor, o canal das operadoras com seus clientes.

Fabricantes como LG e Samsung também estão na mira, já que as mesmas também entulham seus smartphones e tablets com soluções próprias de aplicativos já disponibilizados pelo Google, como navegadores, apps de câmera, calendários e etc. Para se ter uma ideia o Galaxy S4 da operadora SK Telecom contém 80 apps pré-instalados, sendo 16 do Google, 25 da operadora e 39 da Samsung. Quando a lei entrar em vigor pelo menos metade deles irão para o espaço.

Ainda que seja improvável que algo do tipo aconteça por aqui (ainda mais depois da polêmica cota de apps), é bom ver que pelo menos em algum lugar políticos de verdade descem o sarrafo em operadoras e fabricantes que não se preocupam em entuchar o smartphones de software inútil que você ou será obrigado a remover na unha ou apelar para ROMs limpas da comunidade, ou mesmo diretamente do Google no caso de alguns poucos aparelhos.

Fonte: ZDNet.

relacionados


Comentários