Meio Bit » Arquivos » Hardware » Qualcomm compra 2.400 patentes da HP referentes à Palm e outras empresas

Qualcomm compra 2.400 patentes da HP referentes à Palm e outras empresas

Em um acordo de valor não divulgado, a Qualcomm adquire patentes outrora pertencentes à Palm, iPAQ e Bitfone, que tinham sido compradas pela HP em 2010

24/01/2014 às 9:00

qualcomm

A HP bem que tentou, mas decisões esdrúxulas após a compra da Palm em 2010 levaram ao fim do desenvolvimento do webOS e consequentemente do Palm Pre, para tristeza dos que ainda insistiam com seus Treos (que era um bom aparelho, diga-se de passagem). Sem muitas escolhas a empresa vendeu o sistema para a LG, que está aproveitando-o muito bem em suas Smart TVs. Como a HP resolveu voltar para o Android, ela não teria em tese uso para as patentes da Palm, e vender seria um bom negócio.

E foi o que aconteceu. Ontem a Qualcomm anunciou que adquiriu um grande portfólio da HP, consistindo em 1.400 patentes registradas e pedidos nos Estados Unidos e outras 1.000 no resto do mundo. Fariam parte do pacote tecnologias da Palm, iPAQ e Bitfone, incluindo sobre o webOS. O anúncio em si não menciona o valor do acordo, e a HP se limitou a dizer que manterá uma licença dessas patentes, portanto é de se imaginar que que o negócio não saiu por "dois merréis".

Qual seria o interesse da Qualcomm nessas patentes? O mais provável seria aumentar o lucro da empresa ao licenciar suas tecnologias para outras empresas, algo que a empresa sempre fez e pouca gente sabe; ela também poderá utilizar as tecnologias dessas patentes sem ter que pagar por elas. E apesar de ser menos provável ela poderia utilizar as patentes para produzir seu próprio smartphone, algo não muito difícil já que ela resolveu se aventurar com o Toq. E como a Qualcomm detém a Mirasol, sua própria tecnologia de displays...

Se veremos um smartphone da Qualcomm é cedo para dizer, o mais provável é vermos tecnologias da Palm embarcadas em seus chips no futuro. Já o webOS provavelmente ficará restrito às TVs da LG, mas sempre há uma pequena possibilidade dele ressurgir no cenário mobile.

Fonte: The Verge.

Leia mais sobre: , , , , , .

relacionados


Comentários