Meio Bit » Arquivos » Games » Professor norueguês usa The Walking Dead para ensinar ética

Professor norueguês usa The Walking Dead para ensinar ética

Para ensinar ética a seus alunos, professor norueguês os coloca para jogar The Walking Dead e surpreendentemente os pais dos jovens não parecem ter se incomodado.

20/01/2014 às 11:30

the-walking-dead

Usar jogos eletrônicos para melhorar o ensino não é algo novo, principalmente em países desenvolvidos, mas o título utilizado por um norueguês para esta tarefa é no mínimo inusitado e por isso tem chamado a atenção de todo mundo.

Professor no colégio Nordahl Grieg, Tobias Staaby queria passar noções de ética a seus alunos e para isso escolheu o aclamado adventure da Telltale Games baseado na franquia The Walking Dead e após os estudantes terem encarado o game por duas semanas na sala de aula, o resultado foi considerado por ele como positivo.

A dinâmica proposta pelo mestre foi fazer com que os alunos jogassem, para que assim pudessem se engajar e contextualizar dilemas éticos sobre os quais provavelmente não pensariam sobre e depois os submeteu a enquetes anônimas sobre as decisões tomadas durante a aventura, tudo com o intuito de fazer com que a turma discutisse as escolhas mais populares.

Grieg admitiu que estava esperando telefonemas enfurecidos dos pais, algo que nunca aconteceu e que pode ser o indício de que eles entenderam a proposta, mesmo se tratando de um jogo tão carregado de violência, tanto física quanto psicológica.

Alguns poderão criticar o game escolhido pelo professor, mas isso serve também para levantar uma questão, afinal, será que se ele tivesse utilizado uma criação com uma abordagem mais amena, por exemplo outro adventure que não tente tocar num assunto tão delicado quanto o fim da sociedade em que vivemos, o resultado seria o mesmo? Digo isso porque, bem ou mal, a violência diz muito mais sobre quem somos - ou escondemos ser - do que muitos outros sentimentos.

Fonte: Joystiq.

relacionados


Comentários