Meio Bit » Arquivos » Hardware » O preço da inovação: bolhas estão aparecendo na tela flexível do LG G Flex

O preço da inovação: bolhas estão aparecendo na tela flexível do LG G Flex

Apesar de ser até certo ponto um smartphone flexível, forçar o LG G Flex constantemente está causando o aparecimento de bolhas no display

17/01/2014 às 13:30

lg-g-flex

A LG está extremamente empolgada com o LG G Flex, e está fazendo de tudo para apressar seu lançamento em todo o mundo. Tanto é que a previsão de chegada nos Estados Unidos para fevereiro foi adiantada: a Sprint será a primeira a receber o smartphone, que estará disponível a partir do dia 31 de janeiro custando US$ 299, mediante aquisição de um plano de dados de dois anos.

Entretanto a pressa é inimiga da perfeição. A Samsung foi mais comedida com o Galaxy Round, limitando-o apenas ao mercado sul-coreano. A LG preferiu promover as particularidade do G Flex a todos, como a traseira emborrachada capaz de se regenerar e o fato de que o aparelho ser até certo ponto flexível, podendo sofrer uma certa força ao ponto de ficar totalmente reto e voltar ao formato inicial:

Só que o jornal Korea Times constatou que exercer força excessiva sobre a tela tem seu preço: ao visitar uma loja em Seul ela fotografou um aparelho à mostra com duas pequenas bolhas na tela, ao que o gerente da loja afirmou que todos os aparelhos entregues pela LG vieram com o defeito. E mais: a LG se pronunciou, dizendo que sabia do problema desde antes do lançamento e o lançou mesmo assim, entretanto as bolhas "não prejudicam a performance".

lg-g-flex-bumps-in-screen

A LG disse que as deformidades somem com o tempo, entretanto os mais afoitos podem pressionar as bolhas de modo a apressar o processo.

Eu já imaginava que algo assim poderia aparecer, já que estamos falando de uma tecnologia experimental e um display do tipo não é algo muito propício a ser flexionado constantemente. Ao menos a LG deu uma posição oficial, entretanto é bom ficar de olho se essas bolhas vão mesmo sumir, caso contrário a assistência técnica vai ficar atolada de aparelhos com catapora.

Fonte: PA.

relacionados


Comentários