Meio Bit » Baú » Hardware » Blackphone, o smartphone à prova de xeretas

Blackphone, o smartphone à prova de xeretas

Geeksphone e Silent Circle apresentam o Blackphone, smartphone virtualmente blindado contra espiões e xeretas em geral que estará disponível na MWC 2014

15/01/2014 às 17:00

blackphone

Em tempos de NSA e cia. limitada, a paranoia dos cidadãos em que todo mundo está sendo espiado pelo governo norte-americano alcançou níveis vistos pela última vez com a patrulha anti-comunista de Joseph McCarthy. A real é que as agências não estão nem aí para o usuário comum, elas tem peixes maiores para fritas (terroristas, governos adversários, empresas rivais) mas precisam de dados. Coletar é uma coisa, passar um pente fino em tudo é algo completamente diferente.

Talvez aproveitando o pânico instaurado, ou realmente preocupados com a privacidade de seus consumidores a Geeksphone (empresa que lançou os smartphones Peak e Keon, ambos com o FirefoxOS) anunciou hoje um smartphone em teoria completamente blindado contra a NSA e bisbilhoteiros em geral. Trata-se do Blackphone, essa belezinha acima.

De acordo com o co-fundador da Geeksphone Mike Janke, o aparelho será equipado com um processador "top de linha" mas as especificações não serão o foco, e sim a segurança: a fim de manter a privacidade do usuário ele contará com um fork próprio do Android chamado PrivatOS de modo a mantê-lo blindado. Além disso ele será completamente livre de restrições geográficas, funcionando com qualquer chip e em qualquer rede. Além disso as ligações, mensagens e a navegação na internet será feita em uma VPN própria, cortesia da empresa de segurança Silent Circle, um dos parceiros críticos do projeto. Participa também do desenvolvimento o criador do PGP Phil Zimmermann.

A ideia é interessante, porém questiono a viabilidade desse projeto. A VPN dará conta de todos os usuários que adquirem o aparelho? E ele será realmente blindado? Enfim, veja o vídeo e tire suas conclusões. A pré-venda do Blackphone será realizada durante a MWC 2014 em Barcelona no próximo mês. O preço não foi divulgado mas eu chutaria que não será baixo.

Fonte: PA.

relacionados


Comentários