Meio Bit » Baú » Games » 1001 videogames (+ 10)

1001 videogames (+ 10)

O livro 1001 Videogames Para Jogar Antes de Morrer está repleto de ótimos jogos, mas muitos outros não foram citados e nesta lista estão 10 que não poderiam ter sido esquecidos.

10/01/2014 às 10:00

No natal passado eu ganhei da minha mãe o 1001 Videogames Para Jogar Antes de Morrer, livro que tinha uma enorme curiosidade de conhecer e após dar uma rápida folheada nele para procurar alguns dos jogos que mais gosto, qual foi minha surpresa ao perceber que muitos clássicos foram esquecidos (ou teriam sido propositalmente deixados de lado?).

Oras, listas são sempre assim, com muitas escolhas com as quais não concordamos e a ausência de nossos favoritos, porém, estamos falando de uma quantidade absurda de citações e por isso acho indesculpável que eles tenham ignorado alguns dos mais populares - e importantes - títulos da indústria.

Pensando nisso, resolvi fazer uma lista com 10 jogos que acho que deveriam estar no livro e minha aqui intenção não é desmerecer o trabalho das pessoas que contribuíram para sua elaboração, mas sim lembrar alguns dos melhores games que tive o prazer de conhecer.

- Série Streets of Rage

Este foi o primeiro que procurei e sinceramente não consigo entender como um grupo tão grande de pessoas deixou passar qualquer capítulo da trilogia. Além destes jogos terem conseguido fazer frente ao fantástico Final Fight, para muitos até o superando, a belíssima trilha sonora composta por Yuzo Koshiro já seria o suficiente para que estes jogos estejam entre os melhores de todos os tempos.

streets-of-rage

- Série Mega Man

Com mais de 50 jogos tendo sido lançados desde 1987, não é possível que nenhum deles mereçam estar entre os mais de 1000 que devemos conhecer antes de morrer. Se fosse para ficar só com um ou dois deles, eu não teria muitas dúvidas de que o Mega Man 2 e o Mega Man X deveriam ser os escolhidos e se não bastasse a dificuldade bem elevada, a mecânica de ganharmos as armas dos chefes já seria o bastante para justificar a indicação da franquia.

- River Raid

A primeira lembrança que tenho com os jogos eletrônicos e o título responsável por fazer meu pai sentar comigo diante da TV para descobrirmos qual dos dois conseguiria ir mais longe.

Desenvolvido por Carol Shaw, a primeira game designer da indústria, o jogo foi um dos responsáveis por ajudar a Activision a se tornar o que é hoje e o título certamente estará entre os favoritos de boa parte das pessoas que tiveram um Atari.

- Série Golden Axe

Outra lenda do Mega Drive e que brilhava por levar os beat 'em ups a uma ambientação bem diferente da que estávamos acostumados. Graças a esses jogos pudemos ter a sensação de como era encarnar o Conan e embora o jogo não tenha nenhuma ligação com os quadrinhos ou o filme, a semelhança do personagem Ax Battler com o grandalhão Arnold Schwarzenegger era evidente.

- Alundra

Ainda hoje a Matrix Software pode não ser conhecida por boa parte dos jogadores, tendo se especializado em criar adaptações de jogos antigos para aparelhos mais modernos, porém, com o seu primeiro título eles marcaram seu nome na indústria.

Criado por parte da equipe que desenvolveu o Landstalker, outro que merecia estar no livro, Alundra foi uma clara tentativa de lançar algo parecido com o The Legend of Zelda para o primeiro PlayStation e mesmo que eles não tenham alcançado o nível de brilhantismo da Nintendo, entregaram um game muito divertido, com gráficos em 2D muito bonitos e uma infinidade de quebra-cabeças para serem resolvidos.

alundra

- Top Gear

Pegue um jogo de corrida, coloque gráficos de ponta, uma jogabilidade ao mesmo tempo acessível e desafiadora e uma das mais memoráveis trilhas sonoras da história e pronto, você tem um clássico. O primeiro Top Gear era tão viciante que as pessoas nem se incomodavam de ter que jogar com a tela dividida, mesmo quando estavam sozinhas, fazendo com que durante muito tempo esse foi o game favorito de muita gente.

- Captain Commando

Captain Commando pode até não ser o melhor beat 'em up criado pela Capcom, mas tem uma importância enorme para a empresa, afinal o protagonista foi pensado como um dos principais mascotes da empresa, inclusive no seu nome, CAPtain COMmando.

Personagens esquisitões, uma boa dificuldades e o bom e velho co-op do gênero… Ok, eu posso até preferir o Cadillacs and Dinosaurs, mas como esse também foi ignorado, bem que eles poderiam ter incluído tanto um quanto outro no livro, não acham?

- Sunset Riders

Pertencendo a lista dos muitos arcades que foram bem adaptados para os consoles da geração 16 bits, Sunset Riders tornou-se um clássico por entregar belíssimos gráficos, uma excelente jogabilidade e uma dose de humor que não era comum nos jogos do gênero. Mesmo tendo sido tão adorado por tanta gente, infelizmente a Konami parece ter esquecido o game e por isso nunca vimos o lançamento de uma continuação.

sunset-riders

- Twisted Metal

Com uma seleção de personagens bizarros e uma jogabilidade extremamente divertida, a série Twisted Metal se tornou um dos ícones dos videogames produzidos pela Sony e foi responsável por manter milhões de fãs sentados diante das TVs por horas, apenas para ver quem sairia vivo de mais uma batalha entre aqueles carros. Tal franquia ajudou a criar um estilo e ainda hoje chama a atenção dos jogadores, justificando assim sua indicação.

- Road Rash

Nascida no Mega Drive, a série Road Rash por muito tempo permaneceu sendo um dos orgulhos daqueles que possuíam o console, afinal, onde mais poderíamos disputar corridas clandestinas de motos enquanto nos preocupávamos em não ser golpeados pelos adversários e ainda tentando desviar (ou não) de velhinhas descuidadas?

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários