Meio Bit » Baú » Games » Hackers alegam terem burlado trava de região do Nintendo 3DS

Hackers alegam terem burlado trava de região do Nintendo 3DS

Donos do Nintendo 3DS dizem ter quebrado a trava de região do portátil, fazendo-o rodar cartuchos de qualquer região; método não permite executar ROMs

09/01/2014 às 17:30

nintendo-3ds

SE tem uma coisa que desagradou muitos donos de 3DS foi a decisão da Nintendo de colocar trava de região no portátil, algo que foi implantado no DSi de forma tímida (só afetava games digitais). Sempre houve um consenso que independente da empresa que fosse, portáteis rodariam games de qualquer região do planeta sem restrições. A pirataria intensa que o Nintendo DS sofre levou a Nintendo a rever seus conceitos, entretanto ela alega que o fez visando manter o controle de sua plataforma familiar, evitando que games que poderiam ser ofensivos a alguns não fossem acessíveis, além de outros fatores. Cabe às produtoras decidirem se vão localizar seus games ou não. Como sempre foi com os videogames de mesa da Nintendo.

Desde seu lançamento em 2010 hackers tentaram em vão quebrar o código do 3DS para permitir que ele rodasse jogos de outras regiões e consequentemente, reconhecesse flashcards com ROMs do portátil. Agora parece que o primeiro passo foi dado, já que usuários conseguiram de certa forma fazer com que alguns portáteis reconhecessem cartuchos de outras localidades.

De acordo com a descrição postada no fórum GBAtemp, para o método funcionar é preciso que o firmware do 3DS esteja entre as versões 4.1 e 4.5, que não são as últimas - se você atualizou o portátil, dançou. Dito isso é preciso um flashcard compatível e os arquivos que fazem uma alteração no launcher do 3DS, liberando-o para todas as regiões.

Entretanto o método só funciona para cartuchos. Não é possível acessar eShops de outras regiões, portanto nada de games digitais do Japão ou da Europa ou patches de games que não sejam region free. Ainda assim usuários estão relatando que o método não é perfeito, nem todos os games funcionam a contento.

É provável que isso não dure. A Nintendo declarou guerra aos flashcards, a venda deles foi banida no Japão e é possível que ela force uma atualização que invalide o método. Ainda assim é uma luz para quem gostaria de jogar games que demoram ou nunca são localizados e por causa da trava da região não podemos desfrutar.

Fonte: GBAtemp.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários